Você é nosso visitante nº_ marcador de visitas

A LENDA - clique na imagem e faça um tour pela gloriosa história do Botafogo

15 de ago de 2013

BLITZKRIEG MATCH
+2 PONTOS PERDIDOS E A LIDERANÇA ISOLADA




BOTAFOGO 3 x 3 INTERNACIONAL

Blitzkrieg é uma expressão em alemão que significa guerra-relâmpago. De fato é uma estratégia militar baseada no chamado "assalto", no sentido de uma ação rápida rompendo as linhas inimigas, impedindo a reação e coordenação da defesa. Baseava-se muito na cavalaria moderna, os blindados, que no caso alemão, na Segunda Guerra Mundial, eram mais leves, com menor poderia bélico, mas mais rápidos e com maior poder de manobra.



Dito isso, posso dizer que este foi um jogo de guerra de blitz. Começamos nós, e creio que com um minuto de jogo Vitinho já tinha dado seu chute a gol. Os ataques se sucediam hora pela direita, hora pela esquerda, e toda tentativa de reação do Inter significava novo ataque. Avassalador como a Blitzkrieg que transpôs a linha Maginot na França.

Não demorou e o 1 a 0 surgiu, em bela jogada de Vitinho, hoje totalmente endiabrado, que cortou pra dentro e bateu cruzado (foi o que vi, lá do Sul Inferior, do outro lado do estádio, e escrevo sem ter visto um relance ou matéria de jornal, rádio ou TV).

Parecia que seria fácil, mas como toda blitz, a nossa teve efeito temporário. Com 1 a 0 no placar tentamos controlar as ações, e o jogo tendeu a ficar meio morno, até o Inter partir para sua própria blitz. Fustigou nossa defesa, e em 3 bobeiras seguidas, creio que em menos de 2 minutos, tomamos a virada.

Situação complicada, mas como em uma guerra não decidida, foram 2 ou 3 minutos para tomar o fôlego, e fizemos mais uma blitz nos minutos finais. Uns 5 minutos de ataque contra defesa, mas o primeiro tempo terminou no 2 a 1 para eles.

Iniciado o segundo tempo, nenhum surpresa. Vitinho continuava endiabrado, e nossa blitz permaneceu. E desta vez foi constante e poderosa. Uns 30 minutos de ação direta, resultando em vários ataques, e em um deles Rafael Marques foi lançado na área, tirou a bola do goleiro e sofreu o pênalti. Seedorf cobrou e empatou.

Nossa disposição continuou, e não demorou muito para Vitinho fazer outra bela pintura, jogada linda, chute mais belo, entrando no ângulo, desta vez logo ali, na minha frente. Ainda desci alguns degraus para ver o time comemorando logo abaixo, 10 metros a nossa frente.



Jogo ganho. Parecia. Controlamos a bola. Seedorf soube prender e receber faltas. Julio César ajudava e obteve escanteio na malandragem. O tempo passava, mas a arbitragem mais uma vez arrumou 4 minutos de descontos. 

E o Inter tanto ensaiou que conseguiu a derradeira blitz, modesta, rápida, mas suficiente para em nova falha da nossa defesa, arrumar o empate.

Empate que significou frustração e mais dois pontos perdidos. Empate que significou a liderança isolada do campeonato. Será isso um bom sinal? Chegamos mais uma vez à liderança isolada do campeonato, mas com a clara certeza que poderíamos ter mais.

Acho que pior que os dois pontos perdidos foi o ponto conquistado pelo Internacional. Eles tem um elenco poderosíssimo, digo que o melhor do país, e só lhe faltava conjunto. A organização e o conjunto começam a aparecer, eles irão crescer neste campeonato.

Mais uma vez, sugiro olhar para frente, e ver que temos que vencer a Portuguesa, atropelando sem dó. Não há outra solução.

Abraços! 




VITINHO - "O CARA" DO BOTAFOGO 
HÁ VÁRIAS RODADAS

Os gols da partida - Lancenet
Olá meus amigos.

Hoje fomos todos ao jogo. Henrique foi em setor diferente pois o seu card de sócio-torcedor o deixa em outro setor da arquibancada mas encontrei o Gigante e juntos, torcemos, esperamos vibramos e ficamos pt´s. no fim. Estádio maravilhoso, torcida linda (duvidarei até à morte dos pouco mais de 15 mil informados no placar - enchemos aquilo lá) e time maravilhoso, exceto pelos erros do técnico.

Mas preciso começar a lhes falar sobre um candidato a fera: Vitinho. Seguramente, tem sido este garoto o atleta que vem segurando e levando o time nas costas há várias rodadas. E que não lhe seja imputada culpa pelos insucessos contra o Galo, o Goiás e este de hoje (o de hoje, insucesso relativo) pois ele praticamente não faz mais aquele jogo de fominhagem, quando prende a bola o faz concluindo sempre com uma bela jogada e hoje, tal qual no jogo contra o Vasco, foi o autor de todas as jogadas dos gols, culminando com o maravilhoso terceiro tento.

No mais, o time novamente cochilou no fim e como vi o gol do empate de longe, só agora, no Jornal da TV, é que pude ver como deveria ter atleta nosso próximo ao goleiro com a incumbência de isolar a bola em caso de rebote, o rebote fatal que nos fez tomar aquele gol maldito.

Mas não adianta reclamar. Temos mesmo é que partir com tudo para cima da Lusa no domingo, ver se será preciso descansar Seedorf (que não está bem mesmo) e trazer do Canindé os 3 pontos que, pelo adversário, se mostram bem viáveis. Na próxima quarta, temos batalha da CB aqui contra o Galo do Ronaldinho e em seguida, vamos a Curitiba pegar o Furacão, este, pela 16ª rodada do brasileirão. É meus caros: isto é Campeonato Brasileiro. Uma ótima madrugada de sono para todos.

O acesso ao blog não é recomendado com o navegador Internet Explorer.

20 comentários:

  1. Paret, perfeito seu comentário, gostei do time principalmente pelos desfalques importantes, temos bons laterais que parecia nosso ponto fraco, Vitinho se firma e com certeza será mais um na seleção num futuro próximo, time de brio mas com um pouco de azar nos finais de partida, com certeza se forem corrigida as falhas de final de jogo seremos campeões com toda segurança.

    ResponderExcluir
  2. Braso,

    Não dá pra dizer que é falta de sorte, são falhas mesmo. Acho que bate a ansiedade e o time desconcentra.

    Temos que matar a Lusa sem stress.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é amigos. Tenho a dizer Braso, que Vitinho, para nós que o acompanhamos rodada a rodada, caso venha num futuro próximo transformar-se em algo tipo um Ibra, deverá todos os dias da sua vida acender uma vela em homenagem à vida e à saúde do Seedorf.

      Quantos garotos com este potencial já vimos se perderem por não terem em campo quem lhes diga "calma menino"! Querem ver as vezes em que Seedorf fez isso?

      a) No desenrolar do carioca, Vitinho entrando durante os jogos era orientado para partir para cima mas também para ir soltando a bola, ou seja, entermear chutes a gol com passes. Foi dando resultado aos poucos.

      b) A paciência - após o gol contra o Flamerda (quem disse foi um jornal aí), veio logo a decisão da Taça GB contra o Vasco e, claro, a afobação veio junto. Em dado momento, ainda no 0x0 que daria a Taça para os visceínos (isto já é histórico), Vitinho perdeu mais uma jogada e sentou-se em campo desanimado. Prontamente, Seedorf foi até ele, o puxou pelas mãos e saiu falando, soube-se depois, para que ele não desanimasse pois o futebol profissional era feito de lances que poderiam acontecer até o fim. Veio, perto do fim, o golaço do Lucas.

      c) A fominhagem. Seedorf encheu a cabeça do garoto, como o paizão que é, e ele começou a virar garçom. No jogo contra o Vasco e no de ontem, ou fez gol, ou serviu, ou as duas coisas.

      E por fim, ao menor sinal de avanço da imprensa de intervalo, aquele tipo de repórter que caça o atleta no meio do jogo para fazer aquelas perguntas manjadas e inoportunas (garoto, vc acha que merece a seleção?...OU ENTÃO..... olha só - perguntam para um reserva - o que vc acha de ser reserva neste time?), perguntas que invariavelmente trazem um jovem para o segundo tempo com a cabeça cheia, Seedorf prontamente o arrancou de um início de entrevista e, no túnel, quando o garoto ia ser abordado pelo cara da TV maldita (Carlos Gil, eu acho), o nosso astro puxou o repórter pelo braço e empurrou (empurrou mesmo) o garoto em direção ao vestiário. No final do jogo, como que se explicando, o nosso "técnico em campo" mostrou que era necessário foco até o fim do jogo. E GANHAMOS A PARTIDA.

      É isso. Gabriel é hoje o que é por ter a comissão técnica colocado Seedorf no mesmo quarto que ele nas concentrações por meses. E quando Gegê, Dedé e Jefferson Paulista começarem a jogar, creiam que teremos mais três meias de ouro já como profissionais.

      Não sei mesmo se este Botafogo será campeão pois vejo as coisas sempre pelo lado do trabalho completo, ou seja, ontem, éramos um time pronto enfrentando um elenco se formando mas este elenco já melhorou "quilômetros" em relação a jogos passados, enquanto o nosso elenco ainda é enxuto. Afinal meus caros, a linha de ataque do nosso adversário ontem, DESFALCADA DE NINGUÉM MENOS QUE FORLAN, alinhava Alex, Scocco, Leandro Damião e D´Alessandro. Precisa falar mais alguma coisa?

      Paret.

      Excluir
    2. Putzzz.. heheh. Fiz um "jornal" no comentário, disse que não ia falar mais nada mas vou falar.

      Vitinho, claro. Ontem, víamos claramente que a confiança nos dribles voltou (driblou "até à morte" e fez no final uma assistência que só não redundou em 2x0 por ter o Rafael Marques feito a conclusão errada na jogada), o espírito de equipe então tá lá em cima (jogou direto no lado direito do campo - ajudando o lateral) e praticamente não erra mais nada.

      E tomamos gols que considero bobos, um de falta em que não houve atenção na rolada de bola, outro em que alguém deveria ter "buscado" o cartão amarelo e derrubado Damião ainda na intermediária e aquele no final. Mas o empate, dolorido da forma como veio, era resultado igualmente esperado.

      Só estamos reclamando pela forma mas pensem, este pode ter sido O jogo do campeonato. E deixamos os caras 5 pontos atrás de nós.

      Paret.

      Excluir
  3. Bom dia amigos Botafoguenses.

    Por motivos de trabalho não pude ir ao estádio. Mas sofri chegando em casa revendo os lançes pela www e ouvindo o final do jogo pelo rádio. Dei um soco na mesa, quando novamente deixamos escapar mais uma oportunidade de folgar na tabela com um gol, em inacreditáveis(novamente) acréscimos de 4 minutos! Estamos bobeando no final, apesar de termos Seedorf segurando as pontas, fica difícil somente com ele segurar uma pressão e cadenciar o jogo no momento necessário, ele precisa de ajuda. As substituições no meu ponto de vista, não estão surtindo efeito! O time completo faz a diferença, vamos ficar na parte de cima da tabela, dá gosto de ver o Vitinho dar as arrancadas fulminantes dele, mas como na NBA, quem parte do banco tem que dar aquele gás a mais para o time. O campeonato é longo e difícil, e aí o "elenco" tem que fazer a diferença. Mas vamos em frente, dando força para o time e acreditando! Saudações alvi-negras.. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Correa. Bem vindo de volta ao blog amigão. Não deixe de participar pois este ano promete.

      Até comentei aqui, ao chegar no trabalho, que não sei se é ano para título pois se aquele elenco do adversário de ontem já assustava (vejam que linha de ataque e que bons jogadores novos eles produzem), agora, eles que eram apenas um grande elenco, começam a jogar bem.

      Mas é isso, sem elenco não se consegue nada no brasileiro, a não ser aquele Flamerda (saiu num jornal aí.. hehe) de 2009, com muita doação de pontos e ajuda no jogo final.

      ___________________________________________________

      Agora o lance engraçado: o site que hospeda a nossa tabela aí abaixo atualizou a tabela do brasileirão, provavelmente, ali pelos 47 minutos (nem a mídia se acostuma com os acréscimos feitos para os jogos do Botafogo) e assim, comeu mosca. Deixou o Botafogo como vencedor (28 pontos) e o Inter como perdedor (20 pontos).

      Acho que só atualizam na próxima rodada.

      Paret.

      Excluir
  4. Obrigado amigo Paret..

    Sempre que houver oportunidade, estarei aqui dando um pitaco.. certo? Em relação aquele certo time que prefiro não mencionar o nome, inúmeras vezes teve preciosa ajuda do famoso "apito amigo" e afins! Não precisaremos disso, o time completo está fazendo a diferença, emoções fortes até o fim do campeonato com certeza!

    Abcs,
    Correa

    ResponderExcluir
  5. Amigos, ótimos comentários, ótimo retorno do Correa, ótima postagem do Paret, mas...

    Pensando pra frente, alguém sabe certinho quem fica fora e quem volta contra a Lusa? E quem está pendurado agora?

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Henrique. Rolando aqui de rir com o site que hospeda a tabela abaixo. Decerto que o dono só pode ser gremista.. hehehe.

      Já sobre quem sai eu não sei. Tomamos cartão ontem no Gabriel (o primeiro) e no Seedorf (acho que o segundo). Não lembro se Bolívar tomou (e seria o primeiro) e o Mattos também.

      Mas o que continua preocupando é a falta de representatividade do clube. Alício Pena Junior, ÁRBITRO DE MINAS GERAIS, apita Bota x Lusa no domingo. Haja coração.

      Paret.

      Excluir
    2. Já consertaram. Hehehehe. Foram surpreendidos. Rsrsrs.

      Já sobre o jogo da Lusa, não sei como vamos, mas eles vão cheios de problemas. Tem que vencer bem, sem muito esforço, tentando poupar alguns no segundo tempo e tudo o mais.

      http://www.fogaonet.com/semcategoria/rival-lusa-perde-diogo-canete-e-moises-moura-14-desfalques/

      Abraços.

      Excluir
  6. Este fim de semana tem:

    Cruzeiro (2) x Vitória (5)
    Vasco (9) x Grêmio (4)
    Corinthians (6) x Coritiba (3)

    Precisamos vencer e aí alguns desses começarão a ficar distantes.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Vejam essa matéria da SAMPRESS, "criticando" a FLAPRESS. Tem que rir...

    http://sportv.globo.com/videos/redacao-sportv/t/ultimos/v/jornalistas-reconhecem-postura-com-o-botafogopatinho-feio-da-imprensa/2762298/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A imprensa tradicional vive uma crise.

      Em breve terão que se reposicionar para segurar algum espaço.

      Abraços.

      Excluir
    2. A coisa funciona assim, Henrique e Alexandre (e claro que vocês sabem disso): a Globo não gosta de Flamerda (segundo aquele jornal) e Corinthians. Ela gosta (e muito) de dinheiro.

      Jogo do Fla na TV, contra o Inter, num domingo, 16 horas, horário nobre do futebol - 21 pontos.

      Jogo do Botafogo na TV (FogãoxGalo em Minas), no horário de quarta à noite, 22 horas - 24 pontos.

      Por isso, pararam de esconder Seedorf e já anunciam FogãoxLusa para domingo com antecedência antes nunca vista (desde a sexta-feira). Sem falar que aquele BotafogoxGalo foi promovido com uma chamada inédita, como se fosse um faroeste moderno.

      Não é à toa que na lista das 15 maiores fortunas da Forbes no país, o Marinho mais rico tem 17,28 bilhões (é quinto mais rico), o do meio tem 17,26 bilhões e é o sexto na lista e o terceiro filho também 17,10 bilhões (o sétimo da lista). É, decididamente, a família mais poderosa do país, até mais do que os banqueiros. A fortuna dos 3 ultrapassa a do homem mais rico, Jorge Lemman, da Ambev - Imbev (38,2 bilhões). Vejam que este já ultrapassou o notório banqueiro, Joseph Safra, que ficou em segundo com 33,9 bilhões.

      Dinheiro, é tudo que importa a uma grande empresa, Rede Engodo aí incluída. O Flamerda que se cuide.

      Paret.

      Excluir
  8. Amigos alvinegros
    Uma opinião: este vídeo, citado acima, que está no fogãonet, nos deveria fazer pensar:

    Esta manchete do Lance.."Triste rotina do líder", de tão infeliz poderia estar em uma comédia. As outras, dizem que o Botafogo é lider MAS....ou seja, impressiona mesmo. Isso não ocorre tanto com o Fluminense, que não teve a sua sequencia de vitórias ano passado, muitas no "apito", questionadas. É o Vasco o outro perseguido ou pelo menos,não muito bem visto pela mídia, concordo com o Dapieve, no vídeo.

    Nos comentários do vídeo, falou-se que Riseck passou por uma saia vista com um jornalista estrangeiro que disse que Santos e Botafogo são 2 gigantes do futebol brasileiro para eles. E eu, repito sempre, não tendo visto a decisão do estadual, eis que nada encontro no site da Globo no dia seguinte(nota de rodapé, achei depois)...e a manchete do jornal, soube depois, foi "Botafogo campeão de um estadual esvaziado". PQP. Nem eu colocaria uma manchete dessas sobre o urubu. Ridiculo.

    Sobre a questão dos gols tomados no fim...sem dúvida, desatenção, desatenção e ansiedade. Precisa ser corrigido logo, porque todo jogo é duro e temos que saber segurar resultados, se possível até ampliando. Mas, demos uma certa sorte contra o Flu(Seedorf chutou de fora, a bola quicou, enganou Cavalieri que falhou um pouco ali)..quase bobeamos contra o Santos, e no único jogo em que o adversário esteve jogando melhor, vencemos o Cruzeiro. É melhor sermos mais otimistas porque a campanha é muito boa.

    SAN

    ResponderExcluir
  9. Amigos,

    Falando sobre futebol, Cruzeiro vai atropelando o Vitória. Precisamos vencer a Lusa de forma semelhante.

    Ainda podemos torcer para Vasco vencer o Grêmio e Corinthians e Coritiba empatarem.

    Mas vejo a médio prazo a briga ficando entre Botafogo e Cruzeiro mesmo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Cruzeiro e Grêmio venceram.

    Se por um lado, para nós não foi bom para dispararmos na liderança, por outro lado, se vencermos e o Coritiba também, começaremos a ter um G4 bem definido e destacado.

    É claro que definido não significa definitivo, mas começa a indicar o grupo que seguirá brigando pelo título.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Henrique meu amigo, exceto pelo roubazzo de 2009, em todos esses anos, éramos o time que corria atrás, e não aquele que tem que ser alcançado. Assim, eu estava acostumado a torcer por empate entre rivais ou até pela derrota do mais próximo (Cruzeiro para o Grêmio lá no sul).

      O problema é que o Cruzeiro perde mas não perde o foco e ainda assim, traz o Grêmio para o campeonato. O time do sul tava com aquele grande elenco mas tava caidinho e aquela vitória só o fez chegar junto. É assim que funciona.

      A partir de agora, considerando-se, apenas como resultado, aquele 3x3 com o Inter como normal, temos obrigação total de vencer os jogos contra times menos favorecidos. Hoje, só a vitória interessa pois o próximo jogo é na toca do Furacão.

      Vencer o Coxa aqui também é obrigação, muito mais até do que era vencer o Inter. Depois, mesmo que estejam em recuperação, temos que passar um rolo compressor sobre o São Paulo e ainda, vencer o Criciúma lá na última rodada. Estamos então correndo atrás de 12 pontos que não podemos deixar de buscar. E, pelo menos, mais um contra o Furacão. 13 pontos que nos levariam a 39, ao final de um turno para ninguém botar defeito.

      Caraca. Usain Bolt acaba de levar mais uma medalha. O cara é a maior lenda do atletismo.

      Paret.

      Excluir
  11. Boa tarde meus amigos.

    Voltei, e voltei para, mais uma vez, marcar uma costumeira má vontade da flapress.

    Acaba de sair no programa da Rádio Tupi uma opinião de um dos jornalistas de que teremos um campeonato de nível fraco. O sujeito já vaticinou, mostrando os números do Botafogo e os comparando com os do Galo no ano passado, do Corinthians antes e do Flu em 2010.

    Quando teve que falar do de 2009, o mais medíocre da era dos pontos corridos, só em matéria de aproveitamento técnico (sem falar nas entregadas em série), passou rapidinho como se nem lembrasse.

    Olho vivo.

    Se vencermos a Lusa hoje, amanhã os jornais tratarão como obrigação e como vitória de um time completo (o nosso) contra um pequeno desfalcado). Se não vencermos, aí sim virão manchetes dando conta do tropeço. Eles não estão aturando de forma alguma seus times claudicando e o Botafogo altivo, forte, de cabeça erguida.

    Paret.

    ResponderExcluir

Sou Botafogo

Sou Botafogo
campanha gratuita do BLOG BOTAFOGO ETERNO pela associação - clique no banner

Leia aqui como o Botafogo mudou o rumo da história do esporte no Brasil (e do futebol no mundo).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imagens Históricas - Por Luiz Fernando do BLOG