Você é nosso visitante nº_ marcador de visitas

A LENDA - clique na imagem e faça um tour pela gloriosa história do Botafogo

21 de jul de 2019

BOTAFOGO VOLTA AO NILTON SANTOS

Time recebe o Santos
em busca de nova vitória,
mas não ataca e perde por 1x0





Parafraseando o Carlos Henrique: MAIS DO MESMO.

O treinador, muito bem intencionado, quer que o time mantenha a posse de bola pois, supõe-se, esta é bem produtiva nos treinos (assim que possível, vou assistir a esses treinos para "buzinar" no ouvido de quem for o entregador de camisas da vez, que o Didi já ensinara que... treino é treino, jogo.......).

Pois é isso. Contra times bons, bem armados e candidatos a tudo, isto não vai dar certo. Contra times deste porte, o remédio é a "fórmula Everest (o Jair)", de entregar a bola para quem tem competência e sair nos contraataques. Só que teríamos que ter ataque, o que não temos. Enfim, sem me alongar mais porque já virou um mantra, vamos aguardar a próxima parada, na quarta, contra o Galo. Os mineiros estão mal, o que não significa que estejam mortos e nem também que sejam fracos tecnicamente como o nosso elenco.

Igor Rabelo, aquele zagueiro a quem sempre achei um discípulo e aprendiz razoável muito bem protegido pelo Joel Carli, parece que não está nada bem no conceito da torcida de lá. Torçamos por uma vitória nossa.

14 de jul de 2019

BRASILEIRÃO 2019 - A VOLTA

Após a Copa América, time volta a campo em BH
E segura o empate

Botafogo 0x0 Cruzeiro





A proposta do Eduardo Barroca, para desespero da midiática Globo durante quase todo o jogo, era inaceitável, uma vez que eles precisavam vender carros e perfumes das 4 às 6 da tarde e o nosso jogo morno não ajudava em nada. Não estamos nem aí para eles, não é mesmo?

Somente do meio para o final do segundo tempo é que eles foram se corrigir na transmissão e explicar que:

a) O nosso adversário é um time cheio de jogadores de melhor categoria (conseguem tirar do banco o Fred e devolver para ele o Tiago Neves sem perder em técnica)

b) Em razão inversa, o nosso elenco, desqualificado e sem talentos capazes de produzir as necessárias jogadas do meio para a frente, não tinha outra opção (para não ser massacrado o tempo todo dentro da nossa área) a não ser tocar a bola. Um toque de bola insosso, estéril mas que é hoje a única coisa a se fazer contra os 3 ou 4 super elencos dos outros times do G12 (os 12 maiores do país).

E assim, ao final da partida, explicaram para o seu público que diz "ooohhhh" para tudo o que eles falam que o Botafogo foi quem conseguiu o objetivo daquilo que foi buscar em Belo Horizonte: não perder o jogo.

E foi assim que o Botafogo, finalmente, empatou a primeira partida neste brasileirão.

Tocamos a bola, não tínhamos criação capaz de fazer bolas chegarem na frente para aproveitar a velocidade do cometa Erick (e que a próxima estrutura do clube não caia na roubada de gastar dinheiro contratando este coelho do futebol) e desta forma, levamos o jogo em banho maria, contando com a extrema eficiência do Carli e do Gabriel dentro da nossa área, com a finalidade de não tomar gol e tentar a sorte no final, com todos já cansados e algum espaço na marcação. Foi o que vi desta partida.

8 de jul de 2019

BRASIL - CAMPEÃO DA COPA AMÉRICA-2019

MARCOS PARET


Time vence o Peru por 3x1
e leva o título da Copa América-2019

Temporariamente, por problemas técnicos no blogger, a postagem ficará sem imagens.

____________________________________________

Daniel Alves foi eleito o homem da Copa, Everton o do jogo (man of the mathc). Concordo em parte.

Jogo decisivo é jogo decisivo e na hora da onça beber água (essa é das antigas), quem pegou as rédeas dos dois últimos jogos e nos deixou com a taça na mão mesmo foi o bom Gabriel Jesus que, queira Deus, tenha enfim encontrado o seu verdadeiro espaço no campo, jogando pela seleção.

Pois o garoto saiu sem nada, exceto pela medalha de campeão. Coisas desses eleições meio sem sentido.

Não que a escolha do Daniel Alves tenha sito injusta: o nosso velho lateral segurou todas as ondas, atuou como quase tudo (menos goleador) e foi o fator de segurança para os menos acostumados a jogos pegados. Mas Gabriel fez mesmo a diferença, com jogadas de craque e gols decisivos. Enfim, é a vida.


MENDONÇA


Perdemos mais um ídolo. Desta vez, para o alcoolismo que o levou a se desequilibrar numa estação de trem, cair e sofrer fraturas das quais não conseguiu se recuperar. E o tombo foi num dia de jogo do nosso time, ou seja, aquele que dizia ser mais torcedor do que jogador do Botafogo sofreu o seu acidente fatal em um momento no qual se deslocava para prestigiar o time que ama.

Que descanse em paz!

12 de jun de 2019

TIME RECEBE O GRÊMIO

Em busca de mais
uma vitória, time recebe os
reservas do Grêmio, não produz 
absolutamente nada e perde por 1x0









Hoje, talvez tenhamos tido a prova de que vamos ser meio de tabela no brasileirão.

Perdemos este jogo para o time reserva do Grêmio. Vi sim, o Diego Tardelli em campo. Não o vi com a desenvoltura dos tempos de Atlético-MG e não sei se, pela pouca aplicação, ele pode estar na reserva lá. Mas o que vi foi que, reserva ou não, mesmo longe daquela forma que o levou à seleção, ele ainda é melhor do que qualquer atleta nosso que foi a campo hoje.

Ah! Podem dizer que perdemos por causa do Cavallieri. Não sei. Os caras, a rigor, quase não deram trabalho ao nosso goleiro mas pô! Era o time de reservas deles. Pois a tal prova de que falei lá em cima é que, mesmo ainda estando no G6 (e ainda falta time abaixo de nós para jogar na rodada), vejam o que aconteceu quando enfrentamos elencos minimamente capazes de resolver jogos: perdemos para São Paulo, Palmeiras e para estes reservas do Grêmio, muito mais organizados do que o nosso time.

Posso apresentar outra prova do quanto somos carentes de elenco. O goleiro deles só viu bola do nosso ataque já nos 45 minutos da primeira etapa, numa tentativa de cabeçada que acabou em bola atrasada para ele. A sua próxima intervenção, esta bem difícil, foi somente nos acréscimosl do jogo, já aos 47 minutos da etapa final. É triste mas, vendo a partida ali de perto, bem pertinho da beira do gramado, ali sim é que temos a noção de quem pode e quem não pode

E Alex Santana, bom jogador, precisa ser alertado para soltar mais a bola. O tal herói dos últimos jogos, Diego Souza, tá tropeçando nela. O João Paulo da Libertadores de 2017 já era. Mantém o bom controle de bola mas já não tem mais firmeza após a cirurgia da perna. Estamos liberando o Leo Valencia, outro meia boca. Pois afirmo sem medo de errar que o João Paulo não tem mais nem a metade da precisão que o anão chileno tem nos passes. Vai jogar no Chile e creiam, vai nos aporrinhar nesta caminhada da sulamericana. Queira Deus que o time que o contrate ainda esteja na Libertadores

Enfim meus amigos, volto a afirmar que o tal ‘tic-tac’ do Eduardo Barroca é estéril, haja vista a ausência de talentos minimamente capazes de levar as jogadas adiante. Foi lindo contra o Sol de America, aquele time de várzea mas contra Inter, o riquinho do Rio, o Santos e o Atlético-MG vai ser uma complicação só. A rigor, só vencemos os confusos Vasco e Flu por conta da inoperância deles e não por algum mérito nosso em produzir jogadas de gol.

Me perdoem pelas palavras mas, longe de ser pessimismo, trata-se da mais pura realidade. Começou agora nas redes sociais um disse-me disse sobre os Moreira Salles assumirem o clube agora no meio do ano - Queira Deus que sim.

Vamos à insossa Copa América!

Sou Botafogo

Sou Botafogo
campanha gratuita do BLOG BOTAFOGO ETERNO pela associação - clique no banner

Leia aqui como o Botafogo mudou o rumo da história do esporte no Brasil (e do futebol no mundo).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imagens Históricas - Por Luiz Fernando do BLOG