Você é nosso visitante nº_ marcador de visitas

A LENDA - clique na imagem e faça um tour pela gloriosa história do Botafogo

9 de jun de 2015

BOTAFOGO 1x0 OESTE

Em jogo disputado em São Paulo,
time vence o Oeste por 1x0 e chega aos 19 pontos.



Time vai a Osasco
e traz mais 3 pontos

Resumo da ópera - o campo não era bom (gramado horroroso), a iluminação era de casa noturna e o adversário optou por jogar como se estivesse aqui no Engenhão, todo retrancado, com 3 volantes e optando quase sempre pelos recuos de bola, jogando de forma lenta até quando contraatacava.

Assim, como o nosso time não se empenhou o suficiente no primeiro tempo para abrir o placar, mesmo com a bola na trave d Bill aos 22 minutos, estes 45 minutos iniciais foram de dar sono. Não construimos nada no ataque e os erros de passes irritavam. Aliás, quem chutou a gol com mais perigo foi o time deles, já no fim do primeiro tempo, em bola defendida pelo Renan mas que seria bola muito mais perigosa se fosse chutada por algum atleta mais qualificado. Deu um tremendo tédio ver esta primeira etapa.

Voltamos para o segundo tempo sem alterações e o time continuou lento. Lulinha entrou no lugar do Elvis aos 13 minutos e Roger Carvalho no lugar do Mattos 2 minutos depois. Era um momento em que o adversário tentava se arriscar na nossa área e precisávamos mudar, necessitávamos de mais organização na saída do meio para o ataque. E se não nos organizamos tanto assim, Luis Ricardo conseguiu uma das suas boas jogadas já aos 22 minutos e ao cruzar na área, encontrou Pimpão. Este se antecipou ao zagueiro e fez o primeiro e único gol da partida.

Com este 1x0, o time se tranquilizou e pôde enfim aguardar as estocadas do time deles muito mais organizado na defesa, sem a necessidade de estar todo lá na frente como fizera até então. Aos 29 minutos, Renê Simões tirou Daniel Carvalho e colocou Sassá. O time passou sim a jogar com mais velocidade em direção ao ataque mas cadê o número nove? Ou pelo menos um número nove verdadeiro? Não temos ainda este atleta e com isso, ataca-se, ataca-se mas quando surgem as dificuldades nos jogos fora, ficamos a mercê desta bola meio vadia, desta jogada esporádica, enfim, daquele único lampejo do Luis Ricardo que redundou no gol único do jogo.

Os últimos minutos da partida então foram bem intranquilos, já que eles passaram a rondar  a nossa área e cedemos um grande número de escanteios, felizmente desperdiçados pela inépcia deste time para jogar futebol. Muito ruim este nosso adversário de hoje. Os três pontos vieram a calhar, já que seria péssimo perder pontos para um adversário destes: por vezes, eles não conseguiam sequer cobrar um lateral de forma correta.

Agora, ficamos 11 dias parados e voltamos a campo na nossa Arena para receber o Boa Esporte no próximo dia 19 (uma sexta feira). Tempo para quebrar a barreira dos 20 pontos, numa campanha, enfim, esperada pelo bom planejamento feito.



Mais uma vitória, 19 pontos e 90% de aproveitamento.

Poderia ficar por aqui, mas acho que cabe falar algumas coisas para colocarmos os pés no chão.


Em primeiro lugar, sem ter lido o texto do Paret, mas tendo visto o título, vai uma correção: o clube Oeste é de Itápolis, mas o jogo, como o Cadré já havia alertado, foi em Osasco, no campo do Audax-SP, aonde eles vem mandando os jogos.


O time rendeu bem, dominou a partida, apesar de alguns sustos, e em alguns momentos, principalmente no primeiro tempo, faltou objetividade.

Se tanto criticam o Bill, no primeiro tempo ele foi praticamente nulo mas por culpa de um firulento mas ineficiente meio de campo. Daniel Carvalho, Elvis e Arão enfeitavam, mas erravam passes, e não conseguiam construir jogadas efetivas.

Por outro lado o time conseguia ficar com a bola, e pressionar o adversário no seu campo, e evitar contra-ataques. Pensando de forma pragmática, repetimos a atitude dos outros jogos fora, onde o time entrou sabendo que tinha o empate na mão, e deveria ficar com a bola para não desperdiçar o ponto, e construir sem afobação as oportunidades que poderiam levar a vitória. Por 3 vezes deu 100% certo, nas vitória sobre Paysandu, Paraná e agora Oeste, e uma vez funcionou pelo empate, no 0 a 0 com o Atlético-GO. Não dá pra reclamar desta atitude.

No segundo tempo o jogo já começou mais aberto, e logo ambos os times começaram a mudar. Ants dos 15 entrou Lulinha no lugar de Elvis, e logo em seguida o Roger Carvalho no lugar de Marcelo Mattos, adiantando Giaretta para volante.

Mais a frente tivemos a saída de Daniel Carvalho para a entrada de Sassá, e o jogo ficou mais aberto. Pimpão marcou o nosso gol em ótima jogada de Luis Ricardo, e com o Oeste indo para o ataque sofremos alguns sustos e também quase marcamos o segundo, mas o placar ficou mesmo no 1 a 0.

Com mais de uma semana de intervalo, agora René poderá entrar com a formação que quiser, sem necessidade de revezar, poupar, ou utilizar o descansado no lugar do desgastado. O time não será muito diferente do que começou este jogo, e podemos começar a ver mais entrosamento, algo que o excesso de rodízio, elogiado inclusive por mim, pode estar dificultando.

Abraços.


O acesso ao blog não é recomendado com o navegador Internet Explorer.

8 comentários:

  1. Correção feita, amigo Henrique.

    Eu havia perdido o timing do acompanhamento da tabela e não me dei conta deste intervalo de 11 dias. Só deixei a informação no texto pq fui atualizado pela notícia dada pela TV.

    O time deve chegar aos 22 pontos, eu acho, sem muitas dificuldades neste próximo jogo aqui contra o Boa. Vamos que vamos!

    Paret.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pequeno detalhe, mas que me chamou a atenção durante o jogo...

      E estou acreditando sim nos 22 pontos no próximo jogo... time mais, fraco, tempo pra descansar, jogo em casa.

      Mas o principal é estarmos, nós e o time e toda comissão técnica, nos prepararmos para a primeira derrota. Terminar um campeonato destes de pontos corridos de forma invicta é algo que não se pode imaginar.

      Sobre nossa liderança, seguiremos no topo se o Náutico não vencer por 4 gols de diferença, jogando fora, no sábado.

      Tudo caminhando nos conformes.

      Abraços.

      Excluir
    2. Olha amigo, eu sei que apostar em 38 jogos sem perder é como apostar que vai dar praia na Sibéria mas ainda assim, pensemos.

      O time consegue um bom número nove (fator que levaria o jogo de hoje a uns 3x0 fácil), se segura contra os adversários mais perigosos, teoricamente, Bahia, Náutico e Ceará fora e assim, vai levando o campeonato até chegar na última rodada sem perder.

      Seria um desafio que eu iria lançar aqui do blog para qualquer um. Acho que seria marca para nunca mais ser batida. Invicto nos moldes dos pontos corridos.

      Paret.

      Excluir
    3. Terminar invicto em casa já está muito bom. E acho mais fácil terminar 100% em casa, o que já é quase certeza de título, do que terminar invicto nas 38 partidas.

      De qualquer forma estou aprovando esta abordagem conservadora nos jogos fora, e mais ofensiva em casa. Ganhar em casa e empatar fora é suficiente. A vitória fora compensa um tropeço de empate em casa mais uma derrota fora. Sete rodadas e já temos gordura.

      Abraços.

      Excluir
  2. Bom dia caríssimos Botafoguenses.

    Que jogo horroroso, que time horrível este do Oeste, pelo amor de Deus. O pior é que ele consegue nivelar o jogo por baixo, o que foi o primeiro tempo, deu vontade de mudar de canal. Não gostei deste Elvis não, quando saiu o time melhorou muito. Aliás um parêntesis, não estou gostando muito destas trivelas, calcanhar, jogadas de efeito e coisa e tal, estão abusando e isso não é bom, passa a impressão de menosprezo ao adversário ou salto alto.

    Eu assisti a três jogos, Payssandu, Paraná e agora o Oeste, e o centro avante Pimpão resolveu nos três jogos, ontem inclusive de onde ele estava ao fazer o gol, era onde deveria estar o nosso famoso cabeça de bagre Bill. Mas falar de um nada, é NADA. Portanto, não vou mais falar desta múmia, pois não adianta. Segunda-feira assisti o Renê Simões no RádioFox, e ele garantiu que o Bill é titular e vai fazer 30 gols neste campeonato. Então, quem sou eu para dizer alguma coisa.

    No mais espero ansioso os jogos contra Náutico, Bahia, Ceará, Sampaio Correa, Criciúma, para ver se o nível melhora, pois por enquanto apesar dos resultados altamente positivos, futebol que é bom, NADA.

    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz,

      Também não gostei das firulas sem objetividade. Do trio do meio que deveria criar, sem dúvida o mais apagado e ineficiente foi o Elvis, acertadamente o primeiro a sair. Mas ele fez algumas partidas interessantes.

      Eu assisti o jogo anterior também, Paraná x Luverdense, e o Oeste não é exceção, é regra. Muito times ruins, e por isso estou bastante confiante, não com a qualidade, mas com a dedicação e possibilidades do nosso elenco. O fato de termos um elenco, fraco, mas com possibilidades em praticamente todas as posições, me tranquiliza.

      Abraços.

      Excluir
    2. O Náutico é quem vem se mostrando o time a ser batido Luis. Futebol muito bonito, toques envolventes e um ataque muito eficiente. Quando do jogo da CB aqui no Rio, em que a ida foi disputada de forma invertida - e imagino o quanto a Globo está arrependida de ter feito isso, deixando o seu menguitinho querido nesta roubada de ter que reverter resultado lá em Recife - só não venceram os enganengos por um mole na marcação e uma bola que entragaram de graça.

      De toda sorte, ontem o campo foi um fator de estranheza, o que para mim não é falha de quem joga no time e sim de quem planeja. Teríamos que fazer treinos em Moça Bonita ou Teixeira de Castro quando fôssemos sair para campos assim. Os gramados aqui da Arena são um tapete, tanto o campo oficial quanto o de treinos. Não é anormal imaginar que atletas comuns sintam a diferença.

      Já o Bill, veja se vc consegue fazer um paralelo. Se vc ainda não assistiu ao filme 'Se eu fosse você', o primeiro da série. Tem uma parte em que o Tony Ramos, já como mulher, entra num jogo de futebol e, coitado (coitada), a bola vive a machucar-lhe a cada vez que toma uma bolada.. hehehe. E ele grita, quando chega a jogada "aaaii moço"... com medo dos negões e das trombadas.

      A bola chega na área e parece que vai machucá-lo meu amigo. Mas a diretoria parece estar se mexendo e pode vir gente aí para jogar na frente.

      Paret.

      Excluir
  3. Boa noite.

    De fato, o 1º tempo praticamente inexistiu, só não dormi por se tratar do Botafogo.

    Diante da "qualidade" dos adversários, acredito que se nosso time continuar pelo menos com a aplicação que vem demonstrando, nosso caminho será tranquilo.

    Concordo com Henrique que temos elenco (não estou destacando a qualidade do mesmo), que nos possibilita fazer revezamento em caso de desgastes físicos que surjam.

    Luis destacou muito bem a questão das firulas, que são desnecessárias e ainda atrapalham. Quando Gilberto resolve fazer o feijão com arroz ele se sai bem, mas quando começa com firulas e dribles sem objetividade, geralmente se atrapalha.

    Pimpão mais uma vez decisivo. Ainda aguardamos um atacante que possa resolver e ajude Pimpão, que, resolvendo sozinho, deverá passar a ter marcação mais cerrada sobre ele.

    Gostaria de destacar um jogador ontem, que acredito ter sido um dos responsáveis pela vitória: Renan. O nosso goleiro, aos 5 minutos do 2º tempo fez duas defesas difíceis no mesmo lance e impediu que saíssemos atrás no marcador, o que poderia ter complicado o jogo. Observando bem a repetição do lance, dá para perceber que o chute do Oeste só tocou na trave porque Renan deu um tapinha na bola. E mais, quando a bola voltou para o meio da área, após bater na trave, ela ia se dirigindo na medida para um atacante, que estava de frente para a meta, mas Renan novamente deu um tapinha de leve, mas suficiente para atrapalhar a conclusão do jogador adversário.

    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir

Sou Botafogo

Sou Botafogo
campanha gratuita do BLOG BOTAFOGO ETERNO pela associação - clique no banner

Leia aqui como o Botafogo mudou o rumo da história do esporte no Brasil (e do futebol no mundo).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imagens Históricas - Por Luiz Fernando do BLOG