Você é nosso visitante nº_ marcador de visitas

A LENDA - clique na imagem e faça um tour pela gloriosa história do Botafogo

1 de out de 2014

BOTAFOGO RECEBE O SANTOS


COPA DO BRASIL

BOTAFOGO 2 x 3 SANTOS


Cada vez mais complicado de se falar alguma coisa, não?

Uma derrota com muita luta, 3 gols tomados em falhas tolas, e uma sensação de que não tem jeito de reverter e ao mesmo tempo de que é possível conseguir vencer por 2 gols lá.

Eu ando com a mesma sensação em relação ao time do Botafogo que ando como eleitor: não há muito o que fazer ou falar, só temos isto que está aí mesmo.

Para começar, Mancini deixou Zeballos no banco, e optou por começar com Wallyson. E o time parecia bem, colocando uma certa pressão em cima do Santos.

Em um bom lance pela esquerda Wallyson teve chance de marcar, mas chutou fraco, colocado, tímido, sem confiança. E o goleiro deles fez bela defesa. 

Logo em seguida, em saída de bola arriscada de Jefferson, Gabriel bobeou feio e Robinho roubou e acabou na cara do gol, abrindo o placar. Mais um ressuscitado por nós.

Redimindo-se da falha, no minuto seguinte, após bela virada de bola do Dankler, seguida de linda matada de Wallyson, que rolou para Gabriel, e este colocou com precisão no ângulo oposto, encobrindo o goleiro deles e nos levando ao empate. Gol totalmente improvável pelo personagens participantes.

Mas a alegria durou pouco. Logo em seguida, nossa bela defesa, incluindo os volantes, deixou o ataque do Santos entrar pelo meio, fazendo um dois, até Robinho ficar na cara do gol de novo e fazer o segundo.

A partir daí tenho pouco a falar. Saí da TV e fui para o rádio, indo acompanhar o RPG do meu filho. No rádio ouvi o relato do terceiro gol deles, em chute despretensioso, que Jefferson aceitou. Aceitou, mas talvez por conta do problema que o tirou de campo: uma luxação no dedo mínimo. Pouco antes havíamos perdido Emerson, que sofrera entrada dura que o árbitro não marcou.

Com Zeballos e Andrey fomos para o intervalo e segundo tempo. Ainda diminuímos o placar com Zeballos, e pressionamos até o final. Teve a entrada de Bolatti no lugar de Aírton, e uma arbitragem que não marcava faltas seguidas que eram feitas nos nossos atacantes. 

Mas não era perseguição da arbitragem não. Segundo relatos do rádio, em falta clara sofrida por Robinho, este se indignou, reclamou acintosamente com o árbitro e foi expulso. 5 minutos e mais alguns descontos de 11 contra 10, mas o placar ficou por isso mesmo.

Vamos continuar esperando mais surpresas, pois não somos de desistir, mas a coisa está feia.

Abraços.




Boa noite amigos alvinegros!

Confesso que ao ver uma bola levantada pelo Wallyson ser recebida na área pelo lerdeza do Zeballos, pensei assim: “que diabo de cruzamento daria uma jogada dessas? Porco do mato com capivara? Jaguatirica do sertão com perereca do brejo?” Pois não é que deu em gol?

Claro que não iríamos passar disso num jogo em que ‘o time sumiu’ de novo. Aquele time organizado, que fez um gol, perdeu outros tantos mas dominou o bom Goiás aqui no Maracanã até com competência, não deixando o time que vinha de um 6x0 criar nada, aquele time que nos faz sorrir sumiu vergonhosamente de nossas vistas. O bando hoje voltou a campo e voltou no mais pobre estilo: o também fraco time (time pois o elenco é bom) do Santos só fez seus 2 primeiros gols porque deixamos. Aliás, porque nossos atletas, estando o nosso time ‘de folga’, deram os passes que o mortinho (ex Robinho) precisava para tirar o pé do lodo. E ele só fez isso no jogo. De bom pois no seu estilo mortinho, fez também aquele teatro dantesco que o levou a tomar o cartão vermelho.

É meus amigos: está mesmo feia demais a coisa. Não tenho mais nada para falar do que vi no estádio, claro, sempre com aquele adendo de que, não reclamo mais de apito mas o ameba estava lá também com a camisa adversária por baixo da roupa de juiz. Deixou quebrarem o Sheik, deixou de dar faltas e mais faltas a nosso favor, ignorando-as como se só houvesse um time em campo, o deles e, disseram aqueles torcedores que tinham o suporte da família pela TV em casa, anulou um gol nosso com um impedimento bem maroto.

Sábado é dia de encarar o Vitória. Um empate não seria ruim mas uma vitória nossa também não seria exagero. Temos sim atletas sofríveis, mas elenco por elenco, não deixa de ser uma obrigação cobrar deste grupo os 3 pontos. A TV já prometeu que será o jogo do canal aberto e assim, vamos torcer para que venha a nossa segunda vitória transmitida neste tal horário nobre (a primeira foi contra o Palmeiras).

O acesso ao blog não é recomendado com o navegador Internet Explorer.

21 comentários:

  1. Com esse nível de atenção, com essas "bisonhices", erros grosseiro, crassos, imbecilidades, escrotices, não vamos chegar a lugar algum. Infelizmente, o que podemos esperar é o pior de um time sem alma, sem entrosamento, que erra passes a toda hora, a todo momento. Que fica devolvendo a bola (como foi no jogo contra o Grêmio) para o adversário, por absoluta incompetência para TOCAR A BOLA. Por absoluta falta de jogadas (não estou falando das exceções, com do gol de empate), que não existem por absoluta falta de atuação dos jogadores que NÃO SE APRESENTAM (alguns), que ficam dando toquinho pra cá, toquinho prá lá, e nada de partir para a ação efetiva. Se fosse eu (como existe por aí) o dono do time, pelo menos uns dez rodavam. Incluindo alguns que sequer entraram, outros que entram e saem e nada dizem. Tem alguns jogadores que só querem mostra o individual, que querem somente valorizar o passe, mas nada tem a dar ao Botafogo. O Jefferson foi displicente e errou na saída de bola, mas a merda feita pelo Gabriel foi fenomenal. E a falha do Jefferson também foi outra. Podemos dizer que está quatro a zero para o Botafogo, pois todos os gols foram "méritos" nossos, o Santos não fez praticamente nada. Robinho agradece tamanha incapacidade de sair jogando, de cortar de maneira EFETIVA uma bola (alguém tem que ENSINAR COMO SE CORTA UMA BOLA). Esses cortes me lembram os cabeças de bagres A. Carlos e Cacatua e suas desventuras em séries. Com esse time, sair da zona de rebaixamento será como o filme: A Espera de Um Milagre.

    Fui para o segundo tempo de sofrimento.

    ResponderExcluir
  2. E mais. Com uma ameba desses, o Santos não precisa de 11 jogadores. O Robinho tinha que ter sido expulso duas vezes. Por ter isolado a bola, após o apito da falta, e por gritar e reclamar acintosamente e veementemente com o ameba (por menos o Emerson tomou um amarelo), e ainda logo em seguida, fez a simulação na fuça do ameba. E ainda saiu xingando. Quantas faltas o ameba deixou de marcar? E mais, o Jr. Cesar está uma nulidade. Consegue ser pior do que o Júlio Cesar. O Wally (Tava jogando?) não está jogando nada, É uma nulidade. Sujeitinho ruim de bola, tem que chamar a pelota de Vossa Excelência, no mínimo. Errou tudo que tentou e mais alguma coisa. Por fim, o Emerson não fez falta nenhuma, mas deixar o Wally (onde?) no jogo... Sei não, mil vezes o Emerson jogando nada do que o Wally (quem?) errando tudo. Quanta displicência. O Bolívar salva uma bola na linha lateral... Para quem? Pro time do Santos. Esse tipo de jogadas são basicamente falta de atenção, de foco. Se não ensinarem aos perebas a MATAR UMA BOLA, vou abrir uma escolinha do Botafogo aqui em Cuiabá. Parece que a pelota tava viva. Agora, quem diria que justamente nesse jogo nosso goleirão tomou um frango. Não foi um "peru", mas frango foi. Bola totalmente defensável. Mas errar é humano e o Jefferson tem crédito. Desculpem-me a irritação com o time.

    Fui...

    ResponderExcluir
  3. Henrique, é exatamente isso aí que você escreveu. Meu texto foi bem próximo do teu.
    E vamos nos arrastando até dezembro, ainda sem saber qual será o final.
    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  4. Henrique meu amigo. Sinceramente? Estou já desligado da CB e torcendo sinceramente para que não passemos. Um time que vai e vem com esta facilidade, como o nosso, tem que estar num campeonato só. O time vem, joga tudo contra o Goiás e aí, entra de folga e some nos jogos seguintes. Se disputar dois campeonatos, pode vir a ser humilhado num e no outro.

    A única coisa que trago em termos de esperança é que consigamos nos aproveitar do cansaço do Vitória neste sábado. Os caras estão vindo de uma viagem longa (pela sulamericana) e decerto, não chegam nem com 24 horas de antecedência. Só que o nosso time é que se cansa e se mostra sem pernas do meio para o fim do segundo tempo e assim, pode ficar difícil trazer uma vitória que, com bom preparo, poderia ser fácil.

    De toda sorte, se conseguirmos os 3 pontos, outros 3 são bem possíveis contra um time que parece ainda pior do que o nosso, o Palmeiras. Vamos aguardar.

    Paret.

    ResponderExcluir
  5. Concordo com tudo o que você escreveu. Mas não houve falta clara no Robinho, Carlos Henrique. Na verdade não houve nada, e ele se jogou, numa disputa de bola, e ficou claro o fingimento, pois foi mostrado em "re play" em câmera lenta. E o ameba (que não via as faltas, uma atrás da outra) ficou olhando para ele, que se contorcia de "dor", só que em seguida, vendo que o jogo seguia, se levantou bem ligeiro como se nada houvesse acontecido. O juiz não teve dúvida, já tinha economizado num lance anterior, quando apitou falta DO Robinho no Bolívar, e ele isolou a bola depois do apito (o time pediu cartão e o ameba fez que não era com ele, pois seria expulso pelo segundo amarelo). E ainda ficou reclamando muito porque ele afirmava que tinha sido "ombro a ombro". É mole? E o ameba sequer esqueceu da amaciada que tinha dado e ele aprontou mais uma. Recebeu amarelo merecidamente. Até a Sampress concordou. Agora, com tantas molezas dadas ao Santos, sorte não termos levado uma goleada. Cada erro bisonho, putz. Que lástima.

    Fui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre meu prezado..

      - Roubinho.. está mesmo em fim de carreira. Só fez os dois gols porque lhe demos para fazê-los. Em noite de se consagrar, conseguiu inclusive, pela falta da antiga técnica, estragar o que seria a sua festa. Por vezes, era dominado até pelo Dankler. Faz falta ao time deles sim, que só tem um ou dois jogadores dignos de nota e é bem ruinzinho.

      - Perdemos, mais do que nunca, para nós mesmos e lá, se fizermos o que fizemos com o Ceará no Castelão, acho que conseguimos vencê-los lá no alçapão. O problema foi não termos empatado e assim, até o placar de 3, temos que deixar 2 de diferença, muito difícil já que não temos ataque.

      Paret.

      Excluir
  6. Temos ataque, sim, Marcos Paret, ataque de nervos... kkkkkkkkk Não vejo o Wallison melhor que o Mamute. E como bem foi dito pelo Técnico, não tem muito para onde correr. Veja, se correr o Wallyson "não pega", e se ficar o Zéballo "não faz/come", quem sabe o Jobson não seja a "salvação"? rsrsrsrs Como diria o Tiririca, pior que está não fica... kkkkk Só rindo mesmo... hehehehe Mas como também foi dito pelo Treinador, o time deu mole, veja o que ele disse no fogãonet: "- Se observamos os lances dos gols do Santos, dá a impressão de ser um time sub-17 jogando. Até entregarmos os três gols, o Santos não tinha articulado nada ofensivamente e tínhamos o domínio. O lance do primeiro gol deles foi bisonho. Jefferson saiu jogando por dentro e é óbvio que o Gabriel deveria ter deixado a bola passar, mas dominou no sentido oposto e perdeu a bola –- criticou". Portanto, meu amigo, jogamos contra o Santos e contra nossos próprios erros. Erros absurdos de um time da série A, jogando COMO time da série D. E isso fez toda a diferença, no resultado final. Sem falar da "ajudinha" do ameba, claro.

    Fui...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre: os três lances foram do lado oposto ao que estávamos mas sem estádio cheio, escolhi um lugar tão bom que vê-se praticamente tudo. Só lances como o do Zé é que ficam confuso pois aí, a bola vem lá do outro lado e não se tem mesmo idéia do que acontece.

      Veja o que ocorreu comigo: atento a qualquer lance, assim que o menino Gabriel recebeu a bola e começou a girar, fui o primeiro a gritar um não bem alto, bem preocupado e daquele jeito que me deixou até rouco hoje. Da mesma forma, vi o Dankler, podendo dar uma bicuda na bola e fazê-la rolar para mais longe, deixá-la quicar na perna e dar mole para o Roubinho.

      O time dormiu meu brother, e olhe que não jogava tão mal ou tão pior do que este confuso Santos.

      Paret.

      Excluir
  7. A rodada começou e o Palmeiras venceu.

    Agora pra sair do Z4, só vencendo no sábado.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já analisei o andamento do campeonato Henrique.

      Se empatarmos no sábado, ficamos no Z4 mas, provavelmente, por apenas uma rodada.

      Por mais que estejamos pixotando, não vejo possibilidade de, na outra quarta, não vencermos o Palmeiras aqui e quanto à Chapezinha, vai receber o Inter. Poderemos pular então para o 15º ou até 14º lugar, passando Bahia e Goiás, que enfrentam, respectivamente, Santos e Vitória fora de casa.

      O negócio é segurar a onda no sábado e fazer o dever de casa na quarta.

      Paret.

      Excluir
  8. Bom dia nobres botafoguenses!
    Sheik, Bolivar, Julio Cesar e Edilson afastados por divergências com a diretoria. Não que eles não mereçam, mas estão (imprensa maldita, alguns jogadores, diretoria) fazendo de tudo para o Botafogo ser rebaixado. Porra, não tem ninguém para colocar ordem na casa? Vamos aceitar tudo na boa? Tô muito puto da vida pessoal, impotente sem poder fazer nada, assistindo sermos humilhados sem nenhum pudor....será o fim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É disso que eu falava. Por mais criticáveis que sejam estes 4 jogadores, quem é este presidente para afastá-los? E quem é que vai jogar? Prefiro estes correndo e peitando o presidente do que jogador caladinho e se arrastando em campo.

      Excluir
    2. Meu caro Henrique.

      Permita-me discordar de vc neste momento. Quem assistiu ao jogo contra o Santos como eu, viu a má vontade do Bolivar em campo, este já deveria ter sido mandado embora naquela ocasião, mas...

      Todos sabem que não morro de amores por este presidente, corroborando intensamente com a opinião do Alexandre. Mas até que enfim este cagão tomou uma atitude de macho. Se tem moral para isso é outra história.

      Além do que, estas merdas do jeito que estão jogando não vão fazer falta nenhuma, com exceção do Edilson que a meu ver merecia outra chance.

      Como a casa tá caindo, tudo é possível daqui por diante.

      Um abraço

      Excluir
    3. Luiz,

      É como comecei o texto: "por mais criticáveis que sejam estes jogadores, quem é este presidente para afastá-los?".

      Não sou fã de nenhum deles, e também não era do Lerdeiro. Mas vamos raciocinar, o cara vende o Lerdeiro e recebe em troca o Sheik, emprestado e com salários pagos pelo Corinthians, para deixá-lo afastado? No mínimo incompetência.

      E não me iludo. Só não afastou o Jefferson porque está contundido e goz de muito prestígio com a torcida, então atitude de macho ele não teve, mais uma vez.

      Abraços.

      Excluir
  9. O Botafogo sobreviverá, em qualquer divisão. Mas quanto a Maurício Assumpção, que triste fim hein? Lá da sua cadeira de dentista, vai passar dias piores do que o boi de piranha Charles Borer.

    Paret.

    ResponderExcluir
  10. Concordo com a avaliação do Luiz Fernando, o Bolívar erra jogada e se omite em bolas que são dele. O Edilson é outro que joga quando quer. O Emerson só faz merda, sabendo que vai ficar em casa, recebendo em dia. O Júlio Cesar já não produz nada que preste faz tempo. O problema é que o "quase" homônimo também não tem jogado muita bola, e é um dos que só tocam para os lados. Não assume responsabilidade, não se apresenta. Lembro de uma jogada que o Airton tocou para ele, que deveria partir para alguma coisa, mas devolveu para o Airton que (ele sim), partiu pra cima do zagueiro, e quase conseguiu passar. Esses pequenos detalhes é que colocam o Botafogo nesta situação. Agora, tomar essa atitude a essa altura do campeonato... Tinha que ser bem antes... Abriria espaço para novas contratações, já que vejo jogadores chegando a todo momento, mesmo sabendo da situação do clube.

    Fui...

    ResponderExcluir
  11. Acho que não era o momento. Tal avaliação, esse "presidente" deveria ter feito bem antes. Afastar quatro jogadores, por mais que demonstrem não merecer vestir nossa camisa, faltando 13 rodadas não concordo.
    O elenco é limitado demais. Só tínhamos Edílson na lateral, agora chegou Régis e sai o Edílson. Régis estava em time que briga para não cair para a série C.
    Ele se referiu a questões técnicas para o afastamento, mas há jogadores piores que os 4 e quem contratou os 4 foi ele e não nós.
    Mas resumindo, o "presidente" está acabando a gestão com "chave de ouro", conseguindo instalar o caos no clube.
    Agora, nós torcedores, que é o que resta ao clube, precisamos nos unir, concordando ou não com as posições de cada um e, dentro do possível, manter a tranquilidade. Não podemos jamais permitir que o "presidente" consiga que haja desentendimentos entre os torcedores, pois aí a situação ficaria insustentável
    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  12. Só para mostrar o tamanho da merda:

    Ações de Usuário
    Seguir

    FOX Sports Rádio BR
    ‏@FSRadioBrasil
    Para Maurício Assumpção, os jogadores exerciam liderança negativa no elenco. O presidente aposta em Carlos Alberto para liderar o time.

    ResponderExcluir
  13. Mancini está saindo fora também...

    ResponderExcluir
  14. Depois dessa merda que o Presidentista fez, não vejo como ele (o técnico) pode administrar o time. Isso foi feito à revelia da comissão técnica. Quem decidiu foi a cúpula, que está mais para cópula, já que está fodendo o Botafogo.

    ResponderExcluir

Sou Botafogo

Sou Botafogo
campanha gratuita do BLOG BOTAFOGO ETERNO pela associação - clique no banner

Leia aqui como o Botafogo mudou o rumo da história do esporte no Brasil (e do futebol no mundo).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imagens Históricas - Por Luiz Fernando do BLOG