Você é nosso visitante nº_ marcador de visitas

A LENDA - clique na imagem e faça um tour pela gloriosa história do Botafogo

27 de ago de 2014

COMEÇA A COPA DO BRASIL


Botafogo 1 x 2 Ceará


Triste noite.

Nosso time se resumiu a Jefferson e mais 10. Não fosse o melhor goleiro do Brasil e teríamos sido goleados por um time que não mostrou nada de mais. Nosso adversário é organizado e joga com vontade, nada além disso.

Mas isso foi o suficiente para nos vencer com facilidade.

Peço desculpas, mas não há o que se falar desses jogadores que não honram nem seus próprios nomes e nem a sua profissão. Como podemos que honrem a gloriosa camisa do Botafogo?

Há pouco o que se esperar de 2014 agora. A permanência na série A é o máximo que consigo desejar.

Abraços.




Olá amigos. Acabo de tomar um bom banho após a chegada do estádio e vou tentar, se for possível ser curto, já que grosso eu sei que terei que ser.

Perdemos um jogo no qual, sem nenhum exagero, o time deles (de branco) parecia o Real Madri ‘brincando’ em campo contra um Getafe qualquer. Quem analisou esta partida com olhos críticos e não pela paixão do torcedor não deve ter visto diferente.

Eles triangulavam feito time grande, faziam ‘um/dois’ como o faz o Cruzeiro, não erravam praticamente nenhum passe e envolviam o nosso time como se fossem eles um dos 12 grandes do país e nós, apenas uma simples Cabofriense. Então meus amigos, volto a bater na mesma tecla: apesar do momento tenebroso do Zeballos, Edilson, mesmo sendo hoje uma avenida, é pior do que o pereirinha do outro lado? Sheik deixa a dever a algum dos atacantes deles? Nossa dupla de zaga poderia ser trocada pela deles e assim, fazer o nosso time disparar para a liderança da série A do brasileirão?

Claro que não ô caramba! Então prezados, o problema não é o elenco, salvo um ou outro nome. Vejam como exemplo o Gabriel que, de nulo no sábado, surgiu hoje em campo como o mesmo atleta valente e competente que conhecemos. O problema ESTÁ NO TIME, na armação, na disposição tática. O time adversário, daquele ‘tamanhico’ que conhecemos, jogava futebol de verdade ao passo que o nosso, lamentavelmente, parecia um bando em campo. Volto então à tecla da saída do treinador enquanto é tempo. Ele pode ser competente, ter boa vontade e já ter a marra dos técnicos de time grande, mas o que precisamos agora, nesta crise horrível que atravessamos, é de um comandante que saiba postar este elenco em campo e ele, definitivamente, já deu mostras de que não tem condições de fazer isso.

É sempre surpreendido com coisas que não viu no treino, não consegue mexer com os brios do elenco e, não raro, sofremos, ou apagões ou então, uma sonolência inaceitável para um time que não pode, de forma alguma, deixar jogos assim acontecerem. A partir de agora, assim como na fase gangorra do esquecível Caio Junior, começo daqui a minha campanha ‘fora Mancini’.

O acesso ao blog não é recomendado com o navegador Internet Explorer.

10 comentários:

  1. Bom dia caríssimos Botafoguenses.

    Realmente um bando em campo, dizer que Milksheik joga bola é um atentado a minha inteligência.

    Vou discordar do grande amigo Paret, nosso problema não é técnico e sim jogadores que realmente vestissem a camisa e tivessem vontade de ganhar em conjunto. Eles são do time do cada um por si e Deus por todos. Fazem o que querem em campo, tudo creditado na situação caótica do Clube em todos os níveis.

    O que vi ontem foi decepção pura e simples. Este Zeballos vai jogar mal na PQP, é outro que a bola passou longe.

    Enfim, se conseguirmos continuar na série A, mandem rezar uma missa na Candelária com coro e com a Orquestra Sinfônica do Municipal ao fundo.

    Que Deus nos ajude. Um abraço a todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiz. Lendo agora o texto do Henrique, vejo que corroboramos num ponto: permanecer na série A irá merecer comemoração.

      Mas quanto ao time meu amigo, concordo em que o Sheik é chinelinho e deve estar com um grau de comprometimento de menos de 30% para esta fase de Botafogo, já que jamais teve 100% em lugar algum, só que o bando em campo, com barrações pontuais (Zeballos no início da fila) poderia sim ser colocado para jogar minimamento por alguém que, por exemplo, agora que estamos atrasados e sem esquema algum, como um time fechado, perdendo uma aqui e outra ali mas não pagando aquele gorila de ontem.

      Nos anos 80, naqueles vinte anos, vi nosso time perder para pequenos, Volta Redonda, Mesquita mas era sempre por falta de bons jogadores, ou seja, tomávamos aquele gol de quem tenta, tenta mas o jogo era nosso, vivíamos na área do time pequeno mostrando que não tínhamos elenco mas éramos grandes.

      Ontem, pela primeira vez na vida, vi uma inversão: O de branco, apesar de ter feito o mesmo contra o Inter no Beira Rio, parecia aquele bom Botafogo do ano passado e o nosso time era a imagem de um Duque de Caxias.

      Paret.

      Excluir
    2. O problema não é o técnico...

      Mas ontem, ainda no Maracanã, perto do fim do primeiro tempo, eu já pensava na saída do Mancini.

      A solução seria permanecer com Mancini, Jefferson, e talvez mais uns dois jogadores no máximo. Como isso não é possível, talvez a saída do técnico e a entrada de alguém que faça esses jogadores pelo menos quererem enganar, já ajudaria.

      Zeballos eu já havia avisado que já era. Ontem ele era estava pior do que nulo. Nulo foram Sheik, Ferreyra e Edílson, sim, o fato do Edílson ter feito um gol vadio tornou a atuação dele nula, pois foi o que zerou a contabilidade dele.

      Não há time que jogue com 4 a menos contra qualquer adversário e consiga algum resultado positivo. Se não fomos goleados ontem, todos os méritos são do Jefferson, e só dele.

      Abraços.

      Excluir
  2. Meu caro Henrique, porque não?

    O que falta no Botafogo é coragem como diz o nosso querido Alexandre. Mandava todo mundo embora, com exceção destes dois que vc falou e a prata da casa, antes que eles se viciem no que há de pior no futebol.

    Não é possível vc pagar 500 mil reais a um jogador que nada faz, ou eu sou burro e ignorante, ou tem gente levando muito neste negócio. Jogadores medíocres em fim de carreira que jogam pelo que produziram, se é que produziram algum dia, um dia em algum clube do Brasil. Isso não existe em lugar nenhum do mundo, e aqueles que tentaram isso estão quebrados na Itália.

    O futebol brasileiro do jeito que está vai falir. Quando vi o Santos pagar 40 milhões pelo Leandro Damião, foi a gota d'água para acreditar que existe muita podridão no futebol. Começo a acreditar que o Botafogo está mergulhado em dívidas exatamente por esta prática de jogador ser "oferecido" ao clube sem as mínimas condições de jogo, e cito o caso do Carlos Alberto que joga uma e descansa quatro. E o salário oh, só que ao inverso, é depositado todo mês na conta, produza ou não.

    Então fica difícil discutir futebol nestas condições em que ele existe hoje.

    Uma observação: que juizinho filho da mãe este de ontem, vai ser ruim lá em Santa Catarina. PQP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz,

      Seria uma opção, arriscada, mas seria. Aí eu pergunto, um presidente frouxo, em fim de mandato, que já meteu os pés pelas mãos em diversas coisas, vai se atrever a bancar uma coisa dessas?

      E sobre a arbitragem, o mais cômico foi a bandeirinha bonitinha, que via a bola sair, ficava sem saber o que marcar, esperava a marcação do árbitro, para só aí levantar a bandeira. Eu estava localizado logo atrás dela, e o pessoal em volta ria e xingava ela direto. Dava pena de ver...

      Abraços.

      Excluir
    2. Também vi Henrique. Ela sempre tendia a bandeirar para o adversário e num lance desses, apontou a bandeira para lance deles, ficou a dúvida e quando o juiz se decidiu por nós, virou a bandeira ao contrário.

      Lance bem pândego.

      Paret.

      Excluir
  3. Boa noite,
    Atuação vergonhosa ontem. Trânsito fluiu sem retenções pela "Avenida Edílson". Zeballos andando em campo e errando quase tudo que tentou.
    Com esse time fraco e com os problemas causados por essa "diretoria", nossa esperança em fugir do rebaixamento é que há equipes tão ou mais fracas que a nossa. O nível do futebol brasileiro é tão baixo, que Robinho, sem maiores chances na Europa, vem se destacando no Santos.
    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zeballos caro Cadré, não parecia mal em campo, não parecia fora de forma ou pior ainda, sequer parecia desinteressado.

      ELE PARECIA ESTAR DOENTE, COM ALGUM TIPO DE DISTÚRBIO ESTOMACAL, TALVEZ COM FOME OU COISA PIOR.

      A impressão que se tinha é que se ele fosse sair dali para exames, sairia direto para uma UTI. Nunca vi um atleta jogando mal em situação tão precária como a dele. A marcação ia toda em cima dele por ver que era bola certa e contraataque garantido.

      Já quanto a Robinho, lembrou-me o episódio com o Aranha. Nossa torcida, lá do face, já está tentando se mobilizar para fazer um agravo ao jogador, com faixas e palavras de apoio (antes do jogo, claro - durante a partida, ele será mais um frangueiro adversário).

      Paret.

      Excluir
  4. O texto do Cadré, somado ao texto dos nossos blogueiros "Garrinchas", mas a avaliação que li no Fogãonet (http://www.fogaonet.com/semcategoria/coluna-triste-ver-jefferson-exposto-ao-ridiculo-em-time-sem-alma-e-disperso/), dizem o que penso nesse momento. E por fim, gostaria muito de saber do que o Jefferson está está falando. Espero que um dia isso venha à baila. Nós torcedores temos o direito de saber do que está acontecendo com o time, para até mesmo saber para quem apontar o dedo. Vejam: (http://www.fogaonet.com/noticia-em-destaque/jefferson-ve-botafogo-sem-perspectiva-se-eu-falar-tudo-voces-vao-se-assustar/). Imagino que haja um "pé de guerra" entre jogadores e diretoria, e isso vai (ou já está) respingando na comissão técnica. E vejam que o sujeito nem consegui indicar algum jogador, o que é de praxe. Mas se houver desgaste entre os jogadores e comissão técnica, considerando a situação, e a cultura de quem roda é sempre o técnico, não haverá outro jeito. A preocupação é, quem vai querer pegar o touro pelo chifre? E a outra questão é, vai resolver?

    fui...

    ResponderExcluir
  5. Bom dia caríssimos Botafoguenses.

    Meu caríssimo Alexandre, este sim é o verdadeiro botafoguense, Jefferson provavelmente goleiro titular da seleção brasileira, ser "obrigado" a conviver com este estado de coisas e ainda fazer o que faz.

    Todos os méritos a este exemplo de caráter e fora de série, gostaria de ter pelo menos uns seis deste nível, estaríamos lá em cima da classificação com certeza. Este verdadeiramente veste a camisa e honra o clube.

    Um abraço

    ResponderExcluir

Sou Botafogo

Sou Botafogo
campanha gratuita do BLOG BOTAFOGO ETERNO pela associação - clique no banner

Leia aqui como o Botafogo mudou o rumo da história do esporte no Brasil (e do futebol no mundo).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imagens Históricas - Por Luiz Fernando do BLOG