Você é nosso visitante nº_ marcador de visitas

A LENDA - clique na imagem e faça um tour pela gloriosa história do Botafogo

3 de set de 2014

POR UMA CHANCE


Copa do Brasil - Botafogo 4x3 Ceará
em Fortaleza
_______________________________

Claaaa-ssi-fi-caaa-doooo


Nosso time entrou no jogo muito tranquilo, parado até demais para quem precisava fazer gols mas hoje tinha uma diferença para o jogo da última quarta-feira aqui no Maraca: eles, igualmente, jogavam de maneira morna, sem aquele pique que mostraram aqui. Só víamos força no jogo deles no excesso de faltas (como batem!).

No nosso primeiro chute a gol, numa falta cobrada pelo Edilson, a bola passou rente ao travessão com o jogo correndo aos 6 minutos. Mas isto não durou muito e logo começamos a sofrer uma blitz terrível a partir dos 10 minutos. Wallyson nulo, vários jogadores ‘sumidos’ e Sheik muito individualista atrapalhavam mais ainda a movimentação do nosso time, trazendo, com isso, cada vez mais o adversário para o nosso campo.

Mas vejam como é o futebol. Wallyson, o nulo, recebeu um lançamento pela esquerda e, naquela sua característica de ir cortando para o meio, foi derrubado (como batem!) e Edilson, com capricho, abriu o placar. Gol aos 15 minutos e um fio de esperança no Castelão. 2 minutos depois, ‘quebraram’ o Daniel que acabou tendo que sair para a entrada do Yuri Mamute. Logo logo sofremos o empate, em jogada que ensaiaram, ensaiaram e de tanto a nossa defesa ignorar, acabaram por acertar na hora H.

E além de não querer, não vou reclamar (prometi em comentário) mas o ameba hoje estava ‘inspirado’. Doido para encontrar logo uma saída contra o time a ser perseguido (o nosso), achou rapidinho um pênalti esquisitíssimo e com isso, sofremos a virada aos 25 minutos. Ficou muito difícil.

Alguns dados assustam e isto, já há muito tempo: a) a dificuldade dos nossos atletas em ganhar uma bola dividida é imensa; b) tem jogador que já mostrou, em boa ou má fase, que não tem a menor condição para vestir a camisa de um time grande MAS NÃO SAI DO TIME; c) não temos um esquema tático visível, nada é visto em campo que mostre que poderíamos incomodar qualquer defesa, não há jogadas treinadas; d) entra ano sai ano, não acaba esta birra do sistema (via apito e otras cositas) contra o Botafogo; e) dkfjkdjfksdjfkdj

Mas mesmo com tudo isso, Yuri ainda conseguiu empatar o jogo escorando de cabeça um cruzamento da esquerda, já nos acréscimos. Era a esperança de voltar do intervalo jogando diferente para correr atrás do placar que precisávamos.

Veio o segundo tempo e até uma insólita falta de luz surgiu num dos estádios DA COPA DO MUNDO. Isso mesmo. O jogo só retornou depois de 29 minutos de paralização, o que trouxe o time deles, mesmo ainda organizado, bem menos afoito na nossa área. Aos 25 minutos, o treinador tirou o Bollati para colocar El Tanque, no intuito de fazer um esperançoso terceiro gol mas isto, infelizmente, não produziu qualquer resultado. Um Botafogo já sonolento não aproveitava nada das bolas que tinha para ir em contraataques e numa pixotada do Andrey, o atacante deles não teve trabalho para colocar a bola na gaveta, fazendo eles o 3x2 que seria o placar que precisávamos. Aos 37, saiu o Junior Cesar para a entrada do Julio, algo tipo trocar seis por meia dúzia e com isso, o time já batido e o adversário só tocando a bola, fomos nos arrastando e ouvindo gritos da torcida deles de ‘e-li-mi-naaa-doooo’. Mas fez-se o milagre e em 40 segundos fizemos os dois gols dos quais não vou falar. Ramirez e André Bahia foram os heróis da classificação e a forma como ocorreu, vamos falar nos comentários.

Ah! Ao fim do jogo, o time que ganhou um pênalti de graça e bateu até quebrar nossos jogadores, resolveu tentar bater no juiz.



O que falar?

Não podemos desistir nunca. O improvável, inesperado, inusitado, aconteceu.

Estamos nas quartas-de-finais da Copa do Brasil, virando um jogo perdido, fazendo dois gols nos acréscimos. E com André Bahia brilhando no último minuto, e Yuri Mamute fazendo ótima partida após substituir o lesionado Daniel.

Não foi atuação para alimentar ilusões. Mas foi resultado para encher nossos corações de esperança e vontade de luta.

Ainda é cedo para falar aonde vamos chegar, ma foi o suficiente para reafirmar o que todos falamos: vamos torcer!

Dá-lhe Fogão.

3 comentários:

  1. Tentando analisar com a cabeça fria Henrique, o que acho que aconteceu foi o seguinte: nossas falhas estavam lá mas o bom futebol de alguns atletas também (André, Gabriel, Ramirez - que queimou minha língua - e, por vezes, o Sheik estão muito bem).

    O time deles, taticamente muito melhor do que o nosso, é que foi de titulares e assim, achou que não precisava imprimir o ritmo que imprimiu aqui, mormente após o terceiro gol.

    Foram castigados (dois gols em 40 segundos).

    Paret.

    ResponderExcluir
  2. INCRÍVEL, INACREDITÁVEL, É BOTAFOGO!!!!! FOOOOOGOOOOOOO!!!

    ASSISTIR A GLOBO JÁ ANUNCIANDO SANTOS X CEARÁ, NÃO TEM PREÇO.... KKKKKKK

    ResponderExcluir
  3. Bom dia nobres botafoguenses!

    Seguindo o comentário do Alexandre, porém da ESPN, o narrador cravou quando o Ceará empatou em 1 x 1 que o Botafogo já estava eliminado, que não conseguiria mais nada.
    Então: TOMA!
    GIGANTE (SCOS) ABRAÇOS ALVINEGROS DE NOSSA ESTRÊLA MUNDIAL!

    ResponderExcluir

Sou Botafogo

Sou Botafogo
campanha gratuita do BLOG BOTAFOGO ETERNO pela associação - clique no banner

Leia aqui como o Botafogo mudou o rumo da história do esporte no Brasil (e do futebol no mundo).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imagens Históricas - Por Luiz Fernando do BLOG