Você é nosso visitante nº_ marcador de visitas

A LENDA - clique na imagem e faça um tour pela gloriosa história do Botafogo

23 de ago de 2014

BOTAFOGO X CHAPECOENSE. REABILITAÇÃO?

BOTAFOGO 1 X 0 CHAPECOENSE


DO MARACA - PARET



Meus caríssimos amigos: vou resumir como há muito não faço numa postagem de jogo do Botafogo:

NÃO TEMOS MAIS TIME.

Hoje, sentei-me ali no canto esquerdo de um setor sul superior absolutamente lotado (não havia menos de 20 mil alvinegros naquele estádio) e fiquei muito intranquilo com o que vi. Dava nos nervos ver que até um adversário limitado com o de hoje, conseguia organizar várias boas jogadas ante nossos bravos lutadores (em campo). Minhas conclusões então foram diretas, cruas, sem delongas: não temos mais um meio de campo que pense e no ano passado, tínhamos em Seedorf este jogador e antes dele, também tivemos alguns jogadores bons de passe. Hoje, a bola chega na meia mas quem está ali, invariavelmente, a devolve para a defesa. Até o número 10 e o cabeludo da 11 do time deles eram capazes de articular um contraataque vindos de trás mas nós, em todas as tentativas, perdíamos a bola.

Não temos igualmente um número nove como o tivemos até mesmo no combativo e correto Elias. Não temos mais este homem. Ferreyra é aplaudido a cada jogada e dali de cima, vê-se com muita clareza que ele mesmo sabe ser não mais que um péssimo jogador daquelas peladas de fim de semana e assim, luta, se entrega, corre em todas as bolas para não passar vexame ante a torcida. Mas ele não é capaz de fazer absolutamente nada se tiver que dar dois passos com a bola nos pés. Vem então outro defeito antigo do time: tínhamos em Loco Abreu um exímio cabeceador mas conto nos dedos as jogadas criadas para as suas cabeçadas mortais. Era ele estar em campo e o time tentava entrar tocando mas bastava ele sair para vivermos 'séculos' intermináveis de chuveirinho na área. Isto foi "aprendido" e tem funcionado assim também com Ferreyra.

Desta forma, com jogadores horrorosos como Junior Cesar e Zeballos e, me arrisco a dizer, o autor do gol de hoje, o Ramirez, com Gabriel caindo cada vez mais de produção, com a dependência de que surja um lampejo de talento dos pés do Daniel, mas vendo-o tenso e tentando fazer tudo (mas errando tudo), ficamos com um time limitado e à espera dos 'chinelinhos' Sheik e Carlos Alberto.

Assim prezados, tendo visto se passarem 95 minutos de um futebol de luta, de briga, de uma saudável entrega dos nossos atletas mas, em outra ponta, sem a menor criatividade e correndo sim o risco de ver uma bola 'vadia' nos surpreender ali no meio do segundo tempo e nos deixar sem reação, receio que a nossa briga até novembro seja mesmo para tentar estes pontos em jogos menos complicados, para não ficarmos dependendo da inglória fuga da degola nas três últimas rodadas (com dois jogos fora do Rio). Copa do Brasil mesmo só por milagre. O time campeão do ano passado, sempre sortudo, tinha um atacante em estado de graça, gente que jogava bem na meia e atletas que entravam e sempre surpreendiam positivamente mas nós, definitivamente, não acertamos neste milhar. Nota de destaque hoje para o povão. Compareceu em bom número e fez uma festa linda de se ver.

Como compensação pelo sufôco em campo, um golaço. Ele é limitado sim mas mandou bem - Lancenet


DO RÁDIO - CARLOS HENRIQUE

Tendo compromisso familiar, casamento de uma prima, tentei acompanhar o jogo pelo rádio, mas nem isso funcionou direito.

O que pude ouvir é que o time partiu para dentro, tentando abafar e resolver o jogo logo, igual sofremos com o Figueirense na rodada passada. Mas as limitações do time faziam o gol não sair, e a Chpaecoense conseguir contra-atacar.

Felizmente o gol saiu, conseguimos os 3 pontos, e daí pra frente não pude acompanhar nem pelo rádio, ficando só na torcida para que fizéssemos mais um e não correr o risco de sofrer o empate. Mas nem uma coisa e nem a outra aconteceram. Terminou em 1 a 0, somamos 3 pontos, e seguiremos assim até o final do ano. Nossa sorte é que existem outros times mal montados e outros clubes em crise institucional. Os candidatos ao rebaixamento, no momento, são muitos.

Vamos seguir empurrando o time, e torcendo por um 2015 melhor.

Abraços.


O acesso ao blog não é recomendado com o navegador Internet Explorer.

3 comentários:

  1. As "amebices" quase deram "rumos" à partida. Impedimentos nossos marcado errado contra nós, e impedimentos deles marcados errados também ao nosso revés. Ou seja, quando era para nos prejudicar impedimento inexistente era marcado, como o do Zeballos. E quando era do lado deles, erravam também, só que também nos prejudicando pois o jogador estava impedido, como foi na "defezaça" do Jefferson. Por sorte temos o São Jefferson. Do resto, jogo feio, pouca técnica, muita vontade (de alguns) e muita transpiração. Alguns jogadores no 220, outros 110, outros em corrente "alternada", hora joga, hora some. Tá difícil, mas aos trancos e barrancos, tamos conseguindo sobreviver. O técnico, na minha opinião, está fazendo o que é possível, dentro do que tem nas mãos e pelo momento que está passando o Botafogo. Continuar torcendo é preciso. Abandonar o time, não é opção. Segundo li, M. Arregão vai terminar o seu mandato como "a Rainha da Inglaterra", ou seja, tem o título mas não tem o poder. E me parece que vai sair uma chapa única, de OPOSIÇÃO. Aparentemente, isso é bom, mas temos que ver se têm competência, e não são aventureiros, querendo surfar na onda de time grande. Gostaria de ver o Montenegro, e/ou o Bebeto de volta. O movimento "Carlito Rocha", vai lançar candidato? Eu estou longe e não tenho visto muitas informações à respeito. Fica a pergunta.

    Abs.

    Bom Domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alexandre. Também não estou inteirado sobre o que rola na política do clube mas sim, do ameba 'bonitão', houve sem dúvida aquela olhada com desdém para jogadas nossas.

      No fim do jogo, inclusive, houve uma jogada na qual, acho que Ramirez, foi derrubado na área mas ele ignorou a falta (pênalti). As invertidas de marcação então eram frequentes. Temos que ficar de olho pois a TV não vai querer uma segundona sem um dos 12 grandes em 2015.

      Paret.

      Excluir
    2. Pois é... todo cuidado é pouco, precisamos nos livrar sem depender de Palmeiras e Flamengo.

      Sobre nosso time, com Seedorf e Rafael Marques estaríamos tranquilos, sem problemas para ficar no meio da tabela, e podendo brigar pelo título da Copa do Brasil, dependendo da dedicação que uns poucos clubes dessem à ela. Mas não adianta chorar o leite derramado...

      Abraços.

      Excluir

Sou Botafogo

Sou Botafogo
campanha gratuita do BLOG BOTAFOGO ETERNO pela associação - clique no banner

Leia aqui como o Botafogo mudou o rumo da história do esporte no Brasil (e do futebol no mundo).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imagens Históricas - Por Luiz Fernando do BLOG