Você é nosso visitante nº_ marcador de visitas

A LENDA - clique na imagem e faça um tour pela gloriosa história do Botafogo

14 de jul de 2013

BOTAFOGO x GRÊMIO



BOTAFOGO PERDE PARA O GRÊMIO NO SUL - 2X1

Jefferson reclama no lance do segundo gol - UOL

Foi um primeiro tempo no qual abrimos a nossa defesa duas vezes para que eles fizessem os seus dois gols. Estranho isso, pois perdemos um golaço (perder um golaço?), com Renato, mas fizemos outro com Seedorf.

Que bola foi aquela do Renato logo no início da partida? Como ela passou pelo gol adversário com jeito de que poderia entrar! Um voleio sensacional que, infelizmente, não nos fez abrir o placar naquele momento em que nos livrávamos do rush inicial deles, time da casa e jogando com estádio cheio.

Aí veio o primeiro lance estranho. Deixaram cruzar uma bola da esquerda e na área, o atacante deles estava sozinho para escorar para o gol. Falha da marcação. Corremos atrás e não foi difícil pois, Seedorf, numa jogada “de Seedorf”, limpou para a perna direita driblando dois e, vendo a posição do goleiro, mandou a bola na gaveta. GOLAÇO. Só que assim como fomos dominando o jogo a partir daí, com bom toque de bola e marcação correta, veio novamente o tal homem sozinho na área, não marcado. Na bola espirrada da defesa, o cara só teve o trabalho de chutar em cima de Jefferson, mas com aquela violência que dificilmente permite a defesa.

O golaço do Seedorf - uma obra prima que, infelizmente, não nos deu a vitória.

As falhas desta primeira etapa: excessivo jogo individual do Vitinho que nos tirou a possibilidade de pelo menos um gol, um ainda também não aceitável jogo individual do Lodeiro que tenta dribles em vez de tocar a bola com rapidez e as já reclamadas cochiladas da defesa num jogo tão escamado. Para o segundo tempo, precisávamos manter a pegada e chegar com toque envolvente no ataque, pois não estava difícil entrar na defesa deles.

Quando veio a segunda etapa, nossa proposta de jogo de ir buscar o empate esbarrava invariavelmente nos pés dos individualistas Vitinho e Lodeiro, o primeiro bem mais que o segundo. Demoramos a fazer o jogo que fizemos no final da partida, de abafa e bolas na área deles e isto lhes deu tranquilidade para ir reforçando a sua marcação e, com seus bons atletas, por vezes irem à nossa área mas, todo mundo que assistiu ao jogo viu que Jefferson não fez nenhuma defesa difícil.

Só que para fazer gol há que ter atacantes e os que tiramos do banco, Elias e Henrique, não perdem tantas bolas quanto Vitinho simplesmente por não a verem em campo. Mas não há o que reclamar senhores. Nosso time foi à casa de um adversário direto pelo título, pode ter se ressentido pela troca do Gabriel pelo Renato mas jogou muito mais do que eles. Temos, de qualquer forma, que definir quem vai ser o homem do ataque mas um 2x1, com uma cara incrível de empate, mostrando um desespero por parte deles, um sufôco tamanho que chegou a proporcionar, primeiro aquela entrada criminosa do Kleber no Seedorf mas também, o nervosismo dos seus atletas a cada bola tirada do gol ao final partida, não é resultado para ser reclamado.

No próximo jogo, vem aí o Náutico e vamos partir para os 16 pontos, não tenho dúvidas em afirmar. Vamos então aguardar a opinião avalizada do Henrique, o cara que vê o jogo pelos olhos de um ‘blogueiro-Garrincha’.




Perdemos. Foi a segunda em um longo campeonato, onde perderemos outras. E perdemos a liderança, que acredito que assumiremos novamente, para talvez perder de novo, e reassumir, numa alternância natural neste campeonato.

Não estou feliz com o resultado. Um empate teria sido muito bom, uma vitória maravilhoso. Mas fiquei satisfeito.

Foi uma linda partida, ótimas atuações dos dois times, jogo brigado e disputado a cada lance, sempre aberto, podendo acontecer qualquer coisa. E perdemos gols, a defesa do Grêmio é forte, estava ligada e com vontade, e Dida foi quase perfeito na partida.

Sobre os gols, no primeiro há uma falha de marcação do Dória, mas o grande erro foi do Lucas, que não poderia ter deixado aquela bola ser cruzada com tanta facilidade. Não sobrou nada para Jefferson fazer.

No nosso gol de empate, o brilho de Seedorf. Golaço-aço-aço. Mas apesar deste gol, e do bom segundo tempo, ele pode render mais. Falhou um pouco além da conta nos passes.

No gol de desempate, houve falha de marcação, mas não sei dizer nem exatamente de quem. Falha da arbitragem? Sim e não, questão de critério, diria que seria motivo para terem "uma nota baixa", mas, por mais que o jogo tenha sido disputado e tenha sido decidido ali, não é o tipo de falha que se possa crucificar ou acusar de alguma leviandade.

Na verdade, falando de arbitragem, diria que a maior falha foi não ter sido dado cartão ao Zé Roberto pelo carrinho que tirou Lucas de campo.

Dória brilhou do início ao fim, e arrisco dizer que foi o melhor do Botafogo, apesar do espaço dado ao atacante no primeiro gol do Grêmio. Nosso menino vai crescer mais ainda na competição. Assim como todo o elenco. E nesse ponto que fica minha dúvida: Renato.

A saída de Andrezinho, Jadson e Fellype Gabriel abre o espaço no elenco que estava faltando para Renato. Ele fez um primeiro tempo muito apagado, cometeu falhas primárias no segundo tempo, mas nesta segunda etapa participou mais e conseguiu algumas boas jogadas. Ele precisa render muito mais, pela qualidade que tem, e será essencial para uma campanha vitoriosa do Botafogo. Que entre logo no ritmo, ou precisaremos buscar alguém, da base ou de fora.

Vitinho continua irregular, e me deixou com a impressão que minha ideia, ventilada aqui no BLOG durante a semana, teria sido o ideal. Entrar com Zen e Renato no meio, e guardar Vitinho para o segundo tempo. Não sei se daria certo.

Henrique e Elias? Vale a pena insistir. Podem ser opção na próxima partida, contra o Náutico em São Januário. É obrigação vencer? Não. É uma necessidade.

Obrigação é da torcida, de comparecer, lotar São Januário, e apoiar este time por 90 minutos ou mais. Hoje eles não desistiram. Vamos deixá-los sozinhos?

Abraços!




20 comentários:

  1. Amigos alvinegros:

    Com minha habitual frieza(acho que sou sempre o primeiro a comentar), vi o jogo da seguinte forma> Duríssimo, como já esperava. Jogo arrastado, ao estilo argentino, com o Gremio ganhando cada segundo de jogo e jogando verticalmente(gosto deste estilo de jogo embora respeite o método cadenciado do Oswaldo).

    Com poucas chances de gol,mas muito efetivo, os bons atacantes gremistas definiram o placar, diante de um Botafogo como sempre muito tocador de bola e um pouco lento nas conclusões. Corretamente, OO colocou os homens de frente que tinha tentando mudar o jogo, conseguiu botar pressão,muitos escanteios, mas as poucas chances não foram aproveitadas.

    Pra mim, o gol do Gremio foi legal, embora seja evidente que os canais(tanto o aberto quanto o fechado) nem sequer discutindo o lance, mostrem má vontade com o alvinegro. Eu prefiro Lucas Zen(aliás, eu iria de 3 zagueiros) no lugar do Renato, mas este não comprometeu.

    Poderia ser empate. Mas, foi um resultado normal.

    SAN

    ResponderExcluir
  2. Boa noite meus caríssimos Botafoguenses.

    Que resultado injusto. Em hipótese nenhuma merecíamos perder.

    Duas falhas bobas do Dória e levamos dois gols, posso dizer que sem querer. Fora isso o Grêmio não nos incomodou muito.

    Jogamos muito mas muito mais que o Grêmio, sem falar que só fomos parados pela porrada do time adversário, como bate este time do Grêmio, e aquele ameba que é o Paulo Cesar Oliveira assiste a tudo e não faz nada.

    Paciência, isso é o CB, temos ainda muito tempo para recuperar.

    Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  3. Luiz,

    Achei que houve falha do Dória no primeiro gol, mas a falha maior foi deixarem cruzar uma bola daquelas, com um na marcação e outro na sobra.

    No segundo gol eu mesmo comi mosca. Não sei de quem foi a falha, mas deixaram o cara entrar livre.

    Sobre a legalidade do gol comentada pelo Diogo, diria que é critério. Acho que o Kleber vai na bola e corta a trajetória do Mattos que tentava a marcação, portanto, teve participação ativa no lance, e não seria injusta marcação do bandeirinha.

    Mas como escrevi no texto, acho que a grande falha foi não terem dado cartão na falta que tirou Lucas de campo. No resto, o time do Grêmio bateu muito, mas recebeu vários cartões, mas não soubemos aproveitar isto, forçando o jogo em cima dos amarelados.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Olá amigos.

    Eu vi que tomaríamos os mesmos gols pelas falhas apresentadas, principalmente o primeiro. No segundo, talvez com o ferrolho mais fechado caso pudéssemos ter ido de Gabriel, a coisa poderia ter sido diferente.

    E sobre a injustiça no placar reclamada pelo Luiz, foi pela pouca capacidade do adversário de chegar à nossa área sem o cabeçudo Barcos caro Luiz, mas o problema é também nós não termos o nosso 9 de verdade, o que chegaria este ano não fosse a sacanagem com o imbróglio Engenhão. Na hora do time alçar seu vôo mais alto, cortaram nossas asas e é um verdadeiro milagre ainda estarmos contando com joias como Gabriel e Dória no time.

    No mais meu amigo, nem falo na necessidade citada pelo Henrique no seu texto para vitória sobre o Timbu. Os pernambucanos virão com tudo pois estão saindo de goleada fora de casa,vão tentar se redimir aqui mas agora os tempos são outros. Não estamos mais na era Fahel e Fábio Ferreira. Acho que é fim de semana para goleada histórica aqui em Sãojanu, alguém concorda?

    Paret.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É amigo,

      Vamos pensar pra frente: estaremos sem Mattos, e talvez sem Lucas.

      Acho que não tem que inventar nada: Jefferson, Gilberto, Bolívar, Dória, Júlio César, Gabriel, Renato, Lodeiro, Seedorf, Vitinho e Rafael Marques.

      Elias, Henrique, Sassá, Jefferson Paulista, Gegê, Dedé... aguardem no banco que acho que podem aparecer muitas oportunidades. Goleada? Pode acontecer, mas o importante será construir o placar, com calma e durante os 90 minutos.

      Abraços.

      Excluir
    2. E não esqueçamos Henrique, que podermos ir enfrentar o Timbu tambem sem o Seedorf.

      Já se especula isso aó nos sites. E caso o holandês precise mesmo de tratamento, melhor ficar de fora deste jogo do que de um mais escamado.

      Paret.

      Excluir
  5. Bom dia galera!

    Realmente foi um jogo foi muito bom, fiquei orgulhoso do nosso time que mesmo contra um adversário difícil e na casa dele, buscou a vitória o tempo todo, lamentável mesmo foi o Lucas deixar cruzar aquela bola no primeiro gol quando o adversário tinha um espaço muito pequeno, e gol perdido pelo Marcelo Matos que poderia vir a ser a bola do jogo.
    A nota triste do jogo ao meu ver, foram o Lodeiro que vem mal a muito tempo e o Vitinho que evoluiu muito no passe e marcação e perdeu em mobilidade e velocidade que eram suas características principais, mais não é nada preocupante pois o menino é muito novo e com orientação e treinamento tem tudo para se tornar um grande jogador do futebol brasileiro

    ResponderExcluir
  6. Bom dia caríssimos Botafoguenses.

    Hoje com mais calma, dou minha opinião mais concreta.

    No primeiro gol, não acho que a culpa é do Lucas, a jogada foi muito rápida, o jogador do Grêmio cortou para fora e chutou o Dória que deveria estar no meio da grande área para cortar o cruzamento, estava marcando o Jefferson dentro da pequena área. Então para mim falha de posicionamento, pois pequena área é do goleiro em qualquer circunstância. No segundo gol, falha do miolo da zaga pois foram todos em direção a bola e deixaram o lado esquerdo sem marcação, onde estava o atacante do Grêmio. Mas isso são coisas do jogo e acontecem.

    Caro Paret, jogaram sem Barcos, em compensação jogaram com Vargas que é de seleção e principalmente Kleber, o jogador mais chato e desleal que já vi jogar, a entrada em Seedorf era para cartão vermelho, por muito pouco ele não quebrou a perna do nosso craque.

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Bom dia galera. O lance do primeiro gol é controverso caro Luiz. Alguns acham que Lucas poderia ter cortado a jogada pois ela foi feita em dois tempos, outros já acham que Doria marcou a bola e esqueceu o zagueiro. A coisa toda é que foram 2 falhas pois a segunda, no segundo gol, já que toda a defesa fechou em cima da bola era terminantemente proibido a volta dela tocada justamente por um cara de azul.

    Agora meu amigo, como dizíamos antigamente, Inês é morta (mas só morreu para este jogo). Este é um adversário direto, vai ter que sair p/jogar, não tem uma defesa confiável e o nosso jogo é contra o Timbu aqui. Mesmo sem Seedorf e Mattos (e com a possibilidade de perder Lucas), é jogo justamente para isto, recuperar o elenco e fazer 3 pontos.


    Já quanto ao gol perdido pelo Mattos caro Lucas, era de se esperar mais que perdesse do que marcasse. Foi um lance, com perna trocada, muito parecido com o do Fred contra a Espanha: deitado, Fred teve técnica para chutar a bola p/cima (tirando-a do goleiro); em pé, Mattos apenas se livrou dela (vê-se isso claramente na imagem por trás do atleta).

    Paret.

    ResponderExcluir
  8. Olá amigos,

    Olhando pra frente, com a disposição e entrosamento demonstrados é perfeitamente possível vencer o Timbu sem dificuldades. Mas teremos desfalques. Creio que Seedorf jogue, pois felizmente a entrada desleal do Kleber não pegou em cheio. Por outro lado, acho que Lucas não joga. A entrada temerosa do Zé Roberto travou o pé dele no chão, e há risco de ter ocorrido torção.

    De qualquer forma, qual seria a escalação para jogarmos sem Seedorf, Lucas e Mattos? A saída do Fellype Gabriel e Andrezinho, juntos, vai pesar um pouco.

    Oswaldo terá que trabalhar em durante a semana para dar o entrosamento necessário, e entrar com a pessoa certa.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha só...

      http://www.fogaonet.com/noticia-em-destaque/lucas-fratura-tornozelo-e-tera-de-ser-operado/

      Como falei desde o início, nem cartão amarelo. Fico indignado.

      Abraços.

      Excluir
  9. Pois é caro Henrique, no momento não vi esta gravidade toda, agora sim depois de constatado a fratura podemos analisar com mais clareza que a entrada foi muito violenta, apesar de achar que o Ze Roberto não é destas coisas, assim como a do Kleber no Seedorf.

    Faz tempo que os times do Rio Grande do Sul jogam assim em casa sem qualquer punição por parte dos árbitros que lá apitam. Baixam a porrada para intimidar os adversários, e como somos muito mais técnicos do que eles a coisa ficou feia para nós. Quem paga o prejuízo agora? Ficamos sem um lateral excelente e pagando as despesas. Por isso gostava muito daquela lei lá na Itália que em casos assim o jogador faltoso ficava pelo mesmo período impedido de jogar. Foi a forma que eles encontraram de pelo menos fazer o futebol ficar mais técnico e não com os brucutus mandando.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  10. Bem, em uma coisa concordamos todos, acho. O tal "resgatamos a pegada do Gremio", frase dita em entrevista do treinador deles, o Renato, fica mais parecendo..."Gremio, o time da porrada".

    Tanto que o procurador do STJD pediu as imagens do lance do Lucas e deverá enquadrar o Zé Roberto e até mesmo o árbitro, pela não punição ao jogador do Gremio.

    Acho que o Botafogo deveria entrar de carona nesse caso, não só em defesa do Lucas(em alguns países, os jogadores que fazem isso ficam parado o tempo de parada do lesionado), como tambem(e nao tenho dúvidas disso) vão acabar quebrando o Seedorf. Uma punição exemplar agora inibiria futuras agressões, inclusive a jogadores de outras equipes.

    Este foi resgate da pegado do Gremio de Renato...a porrada.

    ResponderExcluir
  11. Amigos,

    Este é o resumo: pancadaria.

    E podemos esperar que Lucas não volte esta temporada, ou só retorne lá pro fim do ano.

    Temos que ficar atentos, pois em ano recente tivemos dificuldades com elenco reduzido por conta de 8 ou 9 lesões simultâneas. Temos dois desfalques certos para sábado que vem: Mattos e Lucas. Um outro provável: Seedorf.

    Para o restante da temporada como ficamos para lateral direita? Gilberto de titular e quem no banco? Zen?

    Acho que precisamos pensar em engrossar este elenco novamente. Mas a situação financeira não ajuda. O caminho é a participação da torcida. Pelo menos o sócio-torcedor, mesmo mal administrado, tem recebido uma boa adesão do pessoal. Creio que esta semana chegamos aos 8 mil associados. É pouco, mas pelo menos temos um ritmo crescente constante. Logo seremos 9 mil e depois 10 mil, e com os jogos acontecendo aqui no Rio a coisa deslancha sim.

    Sobreo Grêmio, levaram bem uns 4 ou 5 amarelos no jogo. Contra outros adversários levarão mais, e até alguns vermelhos. Jogando deste jeito de ontem não creio que irão muito longe no campeonato, por conta das suspensões. Vamos ver.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Eu digo o seguinte. O ameba não coibiu o jogo violento com o devido rigor, na minha opinião. A jogada do Zé Roberto foi por trás e sem bola (visando só o jogador), mas eu tenho para mim que foi mais fatalidade do que a violência em si, porém caberia tranquilamente um vermelho, pois não foi a primeira nem a segunda. Mas que os jogadores do Grêmio estavam apelando, isso estavam. E o primeiro gol foi vacilo em deixar cruzar, somado ao vacilo de posicionamento apontado pelo Luiz. No segundo gol, não sei se passei batido, mas o que eu vi os jogadores reclamando é que quando o bandeirinha levantou a bandeira, os jogadores pararam automaticamente. E mesmo que não fosse isso, o lance foi polêmico, no sentido em que o jogador do grêmio se dirigiu à bola, mas como o Bolívar tocou de cabeça, não sei se isso tiraria o impedimento (acho que não). Agora, o jogador do Grêmio parou, não sei se pela bandeirada ou pelo fato de vir outro em melhor posição para chutar, e toda essa confusão ajudou o Grêmio na jogada do segundo gol. No mais, concordo que jogamos melhor (no geral) que o Grêmio, que soube aproveitar as suas chances e nós não. Demos um sufoco na casa deles, com "meio" Seedorf jogando, depois da pancada que recebeu. Simples assim. Esse foi o diferencial do jogo. Mas volto a dizer, o Grêmio bateu muito. Bateu no Seedorf, no Marcelo Mattos (que descontou uma), no Vitinho, no Lodeiro e no Lucas, e dever ter mais. Tinha um jogador que só entrava batendo, só não lembro o nome dele. Teve uma jogada que ele dividiu com o Lodeiro e na hora de levantar ele deu uma "gravata" no pescoço do jogador, na maior cara de pau. Falto pulso do ameba, salvo melhor juízo.

    SAN

    Alexandre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriano o nome dele Alexandre, que já tinha dado uma porrada em alguém (acho que foi no Mattos mesmo, que depois devolveu) e tomado amarelo. Devia ter sido expulso no lance com o Lodeiro.

      Abraços.

      Excluir
  13. Bom dia caríssimos Botafoguenses.

    Ontem assistindo ao Bem Amigos, ouvi o Arnaldo Cesar Coelho dizer que a partir da semana passada ouve uma ordem da FIFA de que as jogadas onde a bola intencionalmente for rebatida pelo zagueiro vier a cair no adversário impedido, não será mais impedimento. Isso vai ser igual a bola na mão ou mão na bola. Uma confusão do cacete, cada juiz terá sua interpretação.

    Talvez por isso o gol do Grêmio tenha sido validado caro Alexandre, nesse caso o ameba tem razão. Agora a porradaria do Grêmio foi vergonhosa sem qualquer punição. Têm uns árbitros que miram o Botafogo toda vez que apitam, este é um(pena que não possamos nos referir a eles adequadamente, senão ó), basta observar, outros que não gostam do Botafogo: aquele careca do Élber Roberto Lopes e aquele que não apita mais e que hoje faz sombra para o Arnaldo como comentarista. Todo jogo sob o comando destes é problema para nós. Infelizmente é assim e sempre será assim, temos que conviver com isso. Para tanto temos é que ser melhores do que eles.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  14. Só ressalto uma questão, o Bandeirinha ajudou no gol, pois quando ele deu a "bandeirada", vários jogadores pararam. Não tenho certeza do jogador do Grêmio, mas acho que até ele freou, pois estava de frente para o bandeirinha. Isso foi reclamado, pois foi decisivo para o jogador do Grêmio entrar sozinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que o bandeirinha tenha se precipitado ao levantar a bandeira e foi corrigido pelo árbitro. Só pode ser isso.

      Excluir
  15. Bom dia meus amigos.

    Vários comentários, lúcidos como sempre e, venho ao blog opinar sobre duas situações.

    Primeiramente, Alexandre falou aqui do lance do impedimento, também comentado pelo Luiz. No lance em si, houve a cabeçada do nosso zagueiro mas o erro crasso do bandeira invalidaria o lance, pois o juiz não pode prejudicar o time num lance tão capital (prejudicam sim e sempre o Botafogo mas naquele lance, o árbitro acertou na jogada mas errou ao dar razão ao bandeira).

    E quanto à perseguição do apito nos lances de violência Luiz, incomodam e muito várias coisas.

    a) O apito, há tempos, deixou de ser um problema para o Botafogo, a não ser como no jogo de domingo, com erros associados à violência aceita. Vide no carioca deste ano, quando passamos batidos pela xuxete que expulsou Seedorf.

    b) Incomoda a eles terem "sequestrado" o cofre do clube tirando-nos o Engenhão e verem, ato contínuo, mantermos o melhor do nosso elenco, Seedorf não desistir do clube e a nossa pegada continuar a mesma. Incomoda e muito.

    c) E, finalmente, ver o nosso time chegar ao sul, enfrentar um estádio cheio, um adversário com grandes jogadores e irmos sem o nosso principal volante e, ainda assim, dominarmos este adversário nestas condições (torcida/juiz/violência em campo/erros contra) por mais de 80% do tempo de jogo, com os da casa, ao final da partida, dando chutões para todo o lado e clamando pelo apito final, ESTÁ INCOMODANDO DEMAIS.


    O estoque de bizarrices que cometem conosco desde o pênalti inventado na final da decisão do carioca de 2007 e, em sequência, o imbróglio Ana Paula e o doping do Dodô, parece ter acabado mas o Botafogo continua de pé. Tenho comigo a sensação de que vão ter que pegar suas grades midiáticas e inserir mais um clube, como já fizeram com o Flu, hoje um escolhido, desde 2008.

    Paret.

    ResponderExcluir

Sou Botafogo

Sou Botafogo
campanha gratuita do BLOG BOTAFOGO ETERNO pela associação - clique no banner

Leia aqui como o Botafogo mudou o rumo da história do esporte no Brasil (e do futebol no mundo).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Imagens Históricas - Por Luiz Fernando do BLOG